“Tecnologias, sim ou não?” valeu Prémio de Filosofia a crianças da EB de Alvarenga

A Escola Básica do Paço, em Alvarenga, foi contemplada com um dos prémios de Mérito de Publicação atribuídos pela Associação Portuguesa de Professores de Ética e Filosofia Prática (APEFP) na VIII edição do concurso Prémio Nacional do Conto Filosófico para Crianças. Colocando no eixo do incentivo à reflexão filosófica as virtudes e os perigos do uso das tecnologias, os alunos do 3º e 4º ano redigiram, colectivamente, o conto “Tecnologias, sim ou não?”, que mereceu nota alta do júri do concurso e que constará do livro que reúne os melhores contos de Filosofia para Crianças – edição 2024 da APEFP. Já o conto vencedor, “As Palavras do Silêncio”, foi para alunos da Escola Básica dos Ilhéus-Funchal.


«Os alunos estão a tornar-se óptimos filósofos»

«O conto pretendeu ser, durante a sua construção, uma oportunidade para as crianças reflectirem sobre o valor das tecnologias, quando bem usadas, e, ao mesmo tempo, sobre a necessidade de não deixar que sejam um entrave a uma vida saudável, sustentável, em contacto com a Natureza e de relação com os outros. Não pretendeu oferecer respostas, mas antes deixar que os alunos opinassem e reflectissem, em respeito pelas suas opiniões e pelas dos outros, levá-los a desenvolver o seu espírito crítico e a construir saberes e conceitos que os ajudem a viver em comunidade, de forma pluralista, democrática e consciente», referiram as docentes da EB de Alvarenga – Sónia Costa e Emília Costa – sobre a relevância da distinção atribuída pela prestigiada associação dedicada à promoção e à valorização da actividade filosófica. «Os alunos, além de mostrarem um maior gosto pela escrita, estão, também, a tornar-se óptimos filósofos, capazes de reflectir e construir ideias próprias sobre si e o mundo em que vivem», constatam ainda as professores daquele estabelecimento do Agrupamento de Escolas de Arouca, que integra na oferta complementar do 1º ciclo  a disciplina de Filosofia para Crianças a fim de desenvolver as competências cognitivas, afectivas e sociais na abordagem de temas-problemas do mundo contemporâneo.


«Promover a Ética, a Filosofia e os Direitos Humanos»

Presidida pelo professor Eugénio Oliveira, a Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática tem sede em Braga e foca a sua actividade no «desenvolvimento de diversos projectos educativos e sociais com o intuito de melhorar as aprendizagens dos alunos, de melhorar as competências dos docentes e de melhorar as competências sociais e afectivas da sociedade.» A APEFP detém o estatuto de Instituição de Utilidade Pública, possui ainda um Centro de Formação para Educadores e Professores com abrangência nacional e é Entidade Acreditadora de Manuais de Filosofia do Ensino Secundário. «Para além desta sua vertente educacional, tem tido um importante papel na área sócio-cultural e na publicação de obras de referência com a finalidade de «promover a Ética, a Filosofia e os Direitos Humanos». MMS/RV

Outros Artigos de Interesse

Sociedade

Assalto ao cemitério de Mansores para roubar candeeiros das sepulturas

Junta de Freguesia revela que pelo menos 30 objectos foram furtados
Cultura Sociedade

Teatro: GCR Rossas estreou novo êxito

“Os Meninos à Roda da Mamã”, da autoria de Henrique Santana, é uma comédia em dois actos
Sociedade

Investigadores e estudantes aliados na defesa da água no Dia Mundial do Ambiente

O enquadramento ideal para uma manhã inteira bem aproveitada junto de especialistas e de equipas de alunos