Festival de Artes de Rua de Arouca termina este domingo

O Festival de Artes de Rua de Arouca (FARA) deu ontem à noite o pontapé da saída no centro histórico da vila. O evento que traz as artes da representação e da criatividade para o espaço comunitário é uma organização conjunta do Município de Arouca e do Teatro Experimental de Arouca (TEA) e termina este domingo. Na abertura do espectáculo esteve o grupo da casa com a representação de “O Electricista”. Umas pitadas de humor que serviram de mote a uma bem-disposta actuação de casal de actores chileno (Tatitas – Nunca é tarde – Pepe’s Show), alinhado com a positiva interacção do público (fotos). Um bom começo que prosseguiu com “Pescadores da Lua” (Seistopeia) e encerrou a noite com “Ignis Entia” (Somnium). O Festival continua este domingo, a partir das 10h00, em vários espaços da vila.


«Queremos oferecer às pessoas coisas diferentes»

«A nossa aposta é dar às pessoas aquilo que elas não têm com muita frequência. Nós e outros grupos fazemos teatro, mas o nosso objectivo é oferecer às pessoas também as artes de rua, oferecer coisas diferentes e que as cativem», disse, ao RODA VIVA, Rui Sousa, do Teatro Experimental de Arouca, associação que conta com o apoio imprescindível do Município para levar anualmente avante a iniciativa cultural.

«É um programa gratuito para as pessoas, mas para nós não é, pelo que a co-organização é feita com o Município de Arouca, que é o nosso maior parceiro; é através dele que conseguimos realizar o FARA, dentro de certo orçamento. Por outro lado, temos a cooperação com outros grupos através de intercâmbios. Este ano temos outros grupos de Arouca, como o projecto mansorense “Reinventa-te”, ou o Hélder Antunes, do GCR Rossas», explicou.

«Vamos sentindo enquanto organização que as pessoas aderem e procuram aquilo que não encontram com facilidade em Arouca. Sentimos muito o apoio das pessoas, o que nos motiva para tentarmos fazermos mais e melhor. Procuramos ter sempre pelo menos uma companhia estrangeira. São também formas de aprender e de crescermos enquanto grupo», referiu ainda Rui Sousa, autor da programação do FARA 2024. MMS/RV


Programa de Domingo (𝟮𝟯 𝗱𝗲 J𝘂𝗻𝗵𝗼)

10h00 | Conto com magia – Rui Ramos (Rua Eça de Queirós, junto ao supermercado Cavadinha)

11h00 | Animação de rua – TEA (Centro Histórico)

12h30 | Música itinerante – Gajos Fixes (Centro Histórico)

14h00 | Retalhos – Hélder Antunes (Rua da Ribeira)

15h00 | Oficina de Expressão Dramática – ACR Mansores – “Reinventa-te” (Parque Municipal)

16h00 | Bataté Batatolas – Hugoanima (Parque Municipal)

16h30 | Quadros Vivos – TEA (Parque Municipal)

17h00 | Os Viajantes – TEA (Centro Histórico)

17h45 | Mestres à Portuguesa – Persil Noir (Praça Brandão de Vasconcelos)

18h20 | A Vida no Campo 2.0 – Palhaço Manu e Le Animatour (Praça Brandão de Vasconcelos)

Outros Artigos de Interesse

Política Sociedade

Escola de Tropeço aqueceu a sessão da Assembleia Municipal 

Nas várias intervenções dos populares, foi unânime o total desacordo com a posição da autarquia
Sociedade

Centro Juvenil focado no desenvolvimento desportivo e social da comunidade

«Foi um ano extremamente positivo», referiu ao RODA VIVA o presidente do CJSA, Pedro Miguel Pinto
Sociedade

Dois acidentes rodoviários marcam o dia em Escariz

Em ambas as situações acorreram ao local os bombeiros de Fajões