AECA reuniu em Assembleia Geral e aprovou actividades e contas de 2023

A assembleia geral da AECA reuniu a 26 de Março, na sua sede em Arouca, para apreciação e deliberação do relatório de contas relativo ao exercício de 2023 e apreciação o plano de actividades e orçamento para o ano de 2024.

A presidente da Assembleia Geral, Dora Fernandes, presidiu e orientou os trabalhos. Alfredo Martins, responsável pela contabilidade da instituição, apresentou o relatório e contas de 2023, tendo Célia Oliveira, coordenadora da AECA, exposto as actividades desenvolvidas ao longo do ano. As contas foram submetidas à votação e aprovadas por unanimidade pelos associados.

«O plano e orçamento para 2024 rege-se pelas linhas de actuação da AECA, com os objectivos e metas a atingir com base de actuação em acções de cooperação empresarial e territorial, dando destaque aos serviços prestados aos associados».

A direção da AECA perspectiva que 2024 seja um ano de recuperação económica, apesar da consciência que o ano será muito desafiante, dada a incerteza que prevalece em termos de evolução da economia e dos mercados. «Estima-se que a economia global continue a sofrer uma recessão cujas consequências se sentirão no mercado nacional e, que se mantenha o abrandamento da procura acompanhado de um contexto de guerra entre Rússia e Ucrânia, bem como o conflito entre Israel e Palestina. Neste contexto, as grandes opções para o plano de actividades da AECA, num período que a economia é condicionada pela inflação elevada, pelo aperto das condições financeiras e grande incerteza geopolítica, estão centradas fundamentalmente em preparar e apoiar o relançamento da economia, com iniciativas e projectos que estimulem o investimento nos factores de competitividade da economia regional. Desta forma a AECA integrará programas de apoio/estimulo à iniciativa empresarial, que se enquadrem nos objectivos e prioridades definidos no novo quadro comunitário de apoio. Almeja-se a abertura do PT 2030 com o objectivo de efectivar candidaturas a investimentos de interesse desta associação e seus associados. Destacam-se as áreas da formação e consultoria, na vertente digital. Ainda a continuidade do projecto Master Export, na sua materialização como resultado dos vários protocolos gerados com Câmaras de Comércio e Industria (França, Polónia e Luxemburgo), no âmbito da internacionalização das PME’s, direccionado para os sectores da Metalomecânica e do Habitat, e/ou outros sectores e mercados. É pretensão da AECA direcionar uma candidatura conjunta que sustente os princípios da economia circular e sustentabilidade».

No empreendedorismo, a AECA tem vindo a reforçar a relevância das suas actividades de suporte, pelo que vai lançar o projecto AECA – Incubation Point. Decorrente do intensificar das actividades de apoio ao empreendedorismo visando, a integração de projectos em novos programas de aceleração, dando continuidade aos trabalhos desenvolvidos, garantindo que ideias com elevado potencial de gerar impacto na transição verde e digital sejam potenciados e escalados no seu processo de desenvolvimento e maturidade. Serão desenvolvidos programas de ignição/aceleração, que juntem empreendedores nacionais e internacionais, gerando novos produtos/serviços de valor acrescentado, com especial enfoque naqueles que procurem responder às necessidades do tecido empresarial.

Na sua intervenção, Carlos Brandão, presidente da AECA, começou por referir que a associação continuará a conjugar esforços e dará continuidade às actividades e projectos conjuntos, promovidas no âmbito das políticas dinâmicas de promoção e desenvolvimento económico da região, nomeadamente com os municípios de Arouca e Vale de Cambra, e dará, este ano, especial enfoque à sustentabilidade, à economia circular e ao ESG (Environmental, Social and Governance), através de uma série de eventos e programas de formação. A AECA disponibilizará aos seus associados as ferramentas e os recursos que eles necessitam para começar a integrar esses princípios nas suas operações quotidianas. «Exemplo disso é já o próximo evento-almoço temático a realizar pela AECA no próximo dia 17 de abril, tendo como convidado um especialista na matéria, e outros se seguirão com apoio de outras entidades que possam ajudar os nossos associados a trilharem este caminho rumo ao futuro!».

Outros Artigos de Interesse

Comunicados

‘Arouca Geopark’ partilha boas práticas com o aspirante Geoparque Algarvensis

Durante dois dias, tiveram a oportunidade de ouvir as experiências dos associados da AGA
Comunicados Política

PSD Arouca acusa CMA: “117 milhões de euros gastos e não há obra marcante que se veja”

«Em seis anos e meio de mandato as despesas correntes subiram para 75% do Orçamento»
Comunicados

Município promove acções de sensibilização no âmbito da protecção civil nas escolas do primeiro ciclo

Parceria com os Bombeiros Voluntários de Arouca e a Guarda Nacional Republicana do Grupo da Escola Segura