20º Curso da Licenciatura de Enfermagem da Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa

Realizou-se no último sábado no auditório da Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa, sedeada em Oliveira de Azeméis. O espaço estava repleto de alunos finalistas da licenciatura de enfermagem e de familiares e amigos.
A sessão solene iniciou-se com a intervenção de Jorge Sousa, presidente da Associação de Estudantes: «A enfermagem não é só uma ciência é também uma arte. Temos que ter sempre presente que estamos ao serviço do outro», sublinhou aquele dirigente académico.
«Os enfermeiros do século XXI têm pela frente grandes desafios à sua frente. Felicito a equipa pedagógica que preparou este curso, foi um privilégio ter acompanhado o vosso percurso académico e pessoal. A saúde tem enfrentado novos desafios nos últimos anos, sendo o mais evidente a pandemia que assolou o mundo». Vocês são os guardiões da saúde pública. A licenciatura enfermagem não é apenas uma meta mas um compromisso continuo», lembrou Sónia Novais, presidente do Conselho Pedagógico da instituição.
Liliana Mota, presidente do Conselho Técnico e Científico, destacou a «garantia da qualidade dos cursos da Escola de Saúde da Cruz Vermelha, envolvendo todos os seus agentes, alunos e pessoal docente».
«Foi aqui que fiz a complementaridade da minha formação e mais tarde realizei na ESSOAZ a especialidade – enfermagem psiquiátrica. Aqui assumimos um compromisso para o futuro. Foi um percurso difícil e para vocês ainda mais complicado porque o iniciaram-no em plena pandemia. Um percurso que vos engrandece e uma actividade profissional nobre. Os enfermeiros têm que ser um exemplo, que respeitem os outros e que façam a diferença na vida dos outros. O vosso futuro começou há quatro anos», afirmou Valter Amorim da Ordem dos Enfermeiros.
O último orador da sessão foi o presidente da instituição, Henrique Pereira – «Queria dar uma palavra especial às famílias dos nossos finalistas. São parte fundamental na vossa vida, o suporte que acompanha as vossas alegrias, anseios e tristezas», sublinhou o dirigente máximo da escola. Cada vez mais é mais difícil formar profissionais de saúde. Esta escola sente essa responsabilidade. É com muito sentido de responsabilidade que a nossa escola forma os nossos enfermeiros».

Outros Artigos de Interesse

Sociedade

Fernando Teles vende Eurobic ao espanhol Abanca

O empresário arouquense (Eurobic), Juan Carlos Escotet (chairman do Abanca) e Francisco Botas (CEO do Abanca) formalizaram o negócio
Sociedade

André Villas-Boas inaugura a Casa do FC Porto de Arouca

A jornada azul-e-branca terminará com um convívio no Hotel S. Pedro
Sociedade

Luísa Soares sucede a Ângelo Campelo no Rotary Club de Arouca

Transmissão de tarefas na presidência anual da associação fundada em 1992