SOCIEDADE
 
Recriação 2018 com mais dias
 
A vila veste-se a rigor para a festa de S. Bernardo. Viaja-se até ao tempo em que as freiras habitavam o convento
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Está de volta o único evento em Portugal que recria a vida quotidiana no interior de um mosteiro feminino. "Arouca, História de um Mosteiro" é o nome do evento que abrirá as portas do Mosteiro de Arouca ao público, entre os dias 13 e 22 de Julho. Serão quase dez dias de festa e de uma viagem no tempo até ao século XVIII. Este ano o programa é mais alargado e apresenta algumas novidades.
Para além do aumento do número de dias de programação, em 2018 "Arouca, História de um Mosteiro" abarca dois momentos distintos: "Retratos do Barroco" e "Recriação Histórica".
O primeiro decorre de 13 a 18 de Julho. Ao longo destes dias, o Mosteiro de Arouca será o palco da transmissão de saber e experiências da época barroca. O visitante terá a oportunidade de descobrir os espaços conventuais ao mesmo tempo que poderá saborear a doçaria de Cister, assistir a concertos e espectáculos de teatro, tomar parte num jantar barroco e saber mais sobre iluminura e farmácia daquela época.
A verdadeira recriação da vida quotidiana no interior do Mosteiro de Arouca - "Recriação Histórica" - começa a 20 de Julho e prolonga-se até ao dia 22. A vila veste-se a rigor para a festa de S. Bernardo. Viaja-se até ao tempo em que as freiras habitavam o convento. As monjas voltam a respeitar os seus tempos de oração no cadeiral, regem a sua vida na sala do capítulo, dedicam-se às artes e aos cuidados médicos. Chegam individualidades de toda a parte que se cruzam com o povo que, sem sair da sombra do mosteiro, canta e dança enquanto descansa do labor dos seus ofícios.
Revivem-se episódios das lutas liberais, mas também momentos da vida religiosa, com destaque para a eleição da abadessa, figura de poder religioso e temporal por estas terras, para a tonsura, o momento em que as noviças renunciam às vaidades do mundo, cortando os cabelos e largando as suas vestes laicais, e para a morte da última freira. Apesar da lonjura, religiosas e povo sentem as repercussões do mais destrutivo sismo de que há registo em Portugal: o terramoto de 1755, em Lisboa.
As portas do Mosteiro de Arouca abrem-se de 13 a 22 de Julho. GCCMA 2018-06-10
 
Arouca

Terça, 18 de Setembro de 2018

Actual
Temp: 18º
Vento: NNW a 2 km/h
Precip: 0 mm
Pouco Nublado
Qua
T 25º
V 3 km/h
Qui
T 25º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Com a proposta do governo de reverter as agregações das freguesias, as uniões feitas no concelho de Arouca devem...
 
 
A Frase...

"Pretendemos manter as dinâmicas de trabalho, participar em projectos e proporcionar aos alunos um ensino de qualidade"

Adília Cruz, directora do AE Arouca, em declarações ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 58 visitantes online