SOCIEDADE
 
Alunos e professores do Agrupamento de Arouca visitaram geoparque grego
 
Grupo de Arouca em território grego
Entre os dias 1 e 8 de Outubro a comitiva escolar esteve no 'Lesbos Geopark', um dos quatro fundadores da Rede Europeia
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Para dar continuidade às actividades do Projecto Erasmus + - Geoparks, de parceria e descoberta dos quatro geoparques - Arouca Geopark, Haute-Provence, Lesbos e Las Loras, a equipa portuguesa composta por seis alunos e duas professoras deslocou-se, entre 1 e 8 de Outubro, à Grécia.
Antes de chegar ao destino, Ilha de Lesbos, a comitiva portuguesa fez uma escala de um dia em Atenas para conhecer uma das cidades mais antigas do mundo, berço da civilização ocidental e da democracia.
Em Lesbos, a equipa foi recebida, calorosamente, pelos professores, pais e alunos da Experimental High School of Mytilene, pelo responsável do Geoparque, Nikolas Zouros, e outras entidades locais.
Lesbos é a terceira maior ilha grega e localiza-se no nordeste do mar Egeu, muito próxima da Turquia. O Estreito de Mytilene separa a ilha de Lesbos da costa da Ásia Menor que até ao Paleolítico tardio, antes do final do último período glacial, encontrava-se unida ao continente anatólio. Esta ilha, onde predominam os olivais, oferece aos visitantes paisagens fabulosas.
Os parceiros gregos proporcionaram um programa cultural muito variado, com visitas às cidades de Mytilene, Agiassos, Polichnitos, Eressos, Petra e Molyvos. Também propiciaram duas paragens nas praias de Vatera e Eressos onde foi possível banhar-se nas águas temperadas e calmas do mar Egeu. Visitaram museus, igrejas e castelos com influências bizantinas.
Na companhia do responsável do Geoparque de Lesbos, todos tiveram a oportunidade de apreciar a imponente Floresta Petrificada, declarada Monumento Natural Protegido da Grécia em 1985, visitar o seu museu de História Natural e participar num workshop de conservação.
O Museu de História Natural da Floresta Petrificada está localizado em Sigri, na costa ocidental da ilha e foi fundado em 1994. O Museu aborda todas as questões relativas ao estudo, pesquisa, preservação, conservação e proteção da Floresta Petrificada. Durante a apresentação do Museu, Nikolas Zouros lançou a todos os alunos parceiros um desafio cujo prémio será uma estadia no geoparque para duas pessoas. O aluno, que fizer o melhor post sobre o Geoparque de Lesbos receberá o prémio.
Nas sessões de trabalho na escola, os alunos dos diferentes países divulgaram o seu património cultural, as suas tradições e costumes. Partilharam ainda um pouco do seu folclore, exemplificando danças e cantares tradicionais.
Alunos e professores partilharam experiências e saberes, apreciaram a riquíssima gastronomia grega e desfrutaram da paisagem, de passeios e banhos de mar, num ambiente natural único.
Foi mais uma experiência muito enriquecedora para todos os participantes, tendo reforçado os laços de amizade e a partilha de conhecimentos e de boas práticas.
A próxima deslocação, e encerramento do projeto, está prevista para abril de 2018, em Villadiego, Geoparque de Las Loras, Espanha. 2017-10-30 Amélia Rodrigues
 
Arouca

Terça, 21 de Novembro de 2017

Actual
Temp: 10º
Vento: ESE a 3 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Qua
T 16º
V 5 km/h
Qui
T 17º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Nas compras natalícias deste ano, pensa gastar...
 
 
PUB.
A Frase...

"Um apicultor tem que ter grande paixão pelas abelhas, mesmo depois de algumas picadas!"

António Azevedo, produtor de mel em Arouca, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 31 visitantes online