CARLOS BARBOSA
 
Ode aos professores, os novos feiticeiros
 
OPINIÃO | Só assim conseguirão dominar a ciência da gratidão
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Pela primeira vez em muitos anos, não sinto o frenesim do regresso às aulas. Pela primeira vez em muitos anos não tenho nenhum dos meus filhos no ensino básico ou secundário. Todavia, o facto de ter constituído uma parte tão significativa da minha vida, continua a ser o momento próprio para a reflexão que se exige a todos aqueles que pretendem bem educar ou pelo menos caminhar nesse sentido.
Esta é seguramente a altura em que todos nós somos percorridos por recordações dos nossos tempos de meninos. O período em que sentíamos essa agitação do regresso às aulas, depois de longos períodos de férias. Hoje, a reflexão deve ser outra. Pois os paradigmas são profundamente diferentes. Deve, antes de tudo, fazer-nos pensar o que pretendemos que seja ensinado ou o que devemos ensinar.
Defendo que não deva ser a escola a ter o papel cimeiro da passagem de valores. Esses, exige-se, que sejam passados em casa.
Devemos ter a preocupação de saber que filhos deixaremos ao mundo e não que mundo deixaremos aos nossos filhos. As crianças são cada vez mais classificadas, catalogadas e categorizadas. Um estudo recente com 10.000 estudantes norte americanos, revelou que 80 por cento acham que os pais estão mais preocupados com boas notas do que com qualidades mais intangíveis como a compaixão, bondade, empatia ou cooperação. Acredito que os resultados por cá não serão muito diferentes. Muito preocupante!
A ajuda que devemos pretender da escola deve resumir-se a coisas muito básicas, que por sê-lo, têm caído em desuso: Pretendo, prioritariamente, que a escola ensine a somar, não apenas números, mas somar os afetos à empatia, para que dessa forma possam ser competentes na arte de se colocar no lugar dos outros e distanciarem-se do individualismo; Pretendo que os ajude a subtrair as dificuldades e a conduzir o seu foco para o tanto que possuem. Só assim conseguirão dominar a ciência da gratidão; Quero que sejam capazes de resolver as equações de primeiro grau que lhes permitam estabelecer as relações de igualdade entre o conhecido e o anónimo ou entre o rico e o pobre ou ainda entre o branco e o preto; Quero que sejam capazes de dividir para acrescentar. A vida é mais bela quando se cria valor pela subtração do supérfluo e do efémero; Quero que sejam capazes de exponenciar o bem comum, tornando esse bem, mais disponível; Gostaria que lhes ensinassem o algoritmo que os levará a lutar para serem humildes e confiantes ao mesmo tempo; Ficaria feliz que lhes apresentassem a gramática que orienta a linguagem da solidariedade.
Tudo isto só será possível com o contributo de professores, disponíveis e livres para a razão da sua existência que é ensinar.
Tudo isto só é possível com o contributo de professores, preparados, motivados e comprometidos com a mais nobre tarefa que é ensinar.
Tudo isto só é possível se toda a comunidade entender que o papel destes profissionais está muito para além do passar conhecimento.
Tudo isto só é possível se, todos nós, repetidamente, fizermos uma vénia aos verdadeiros feiticeiros que conquistam a magia de ensinar.
Tudo isto só é possível se os honrarmos e este é o momento!
Garantidamente que assim teremos o mundo que gostaríamos que os nossos filhos criassem.
Garantidamente que assim teremos um país que não se preocupa em criar pessoas com diplomas, mas sim pessoas com sabedoria.
Garantidamente que teremos um país que tem o seu foco no que consegue construir e não no que tende a destruir Garantidamente seremos um país, como diz Mia Couto, que em vez de criar ricos, preocupa-se em criar riqueza.
 
Arouca

Domingo, 05 de Dezembro de 2021

Actual
Temp: 9º
Vento: NW a 5 km/h
Precip: 0.1 mm
Chuva
Seg
T 13º
V 3 km/h
Ter
T 13º
V 6 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Quanto melhor conhecermos o território, maior capacidade teremos para o gerir, preservar e valorizar"

Margarida Belém, durante a inauguração do Balcão Único do Prédio (BUPi)

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 59 visitantes online