TEIXEIRA COELHO
 
Sinodalidade: A nova vida na paróquia
 
OPINIÃO | Reforçar um estilo de ser Igreja marcado por uma consciência renovada
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
É já em Outubro que todas as Igrejas, em comunhão com o Papa Francisco, bispo de Roma e garante da nossa comunhão apostólica, vão iniciar um "processo sinodal" tendo também em vista o seu contributo para o Sínodo dos Bispos a ocorrer no Vaticano em 2023. Embora não seja uma novidade na vida pós-conciliar do "Povo de Deus", espera o Papa agora que em cada igreja local (diocese, paróquia, comunidade religiosa...) se dê um passo, se faça um esforço no sentido de viver/experimentar a sinodalidade e assim se estabeleça ou se reforce um estilo de ser Igreja marcado por uma consciência renovada de sermos uma comunidade de baptizados habitada pelo Espírito Santo que a todos oferece diversidade de dons concretizados nos carismas ou estados/serviços/competências concorrendo para a vida da comunidade.
Propõe então o Papa Francisco que o estilo da vida de cada igreja local seja um caminhar "de mãos dadas", solidário, cooperante, participado por todos. No seio desta comunidade de sacerdotes - sacerdócio comum - são destacados ministros que constituem o sacerdócio ministerial. Ministerial significa em ordem a um serviço - a pregação da Palavra, a celebração da fé o serviço dos irmãos - e nunca em ordem ao exercício de um poder discricionário e pessoal. Dentre os cristãos "gerados pela
Palavra", o Espírito constitui ministros para a pastoral do acolhimento e da evangelização e não para a pastoral do cimento armado ou do domínio discricionário e pessoal. Cabe-lhes dinamizar, estimular, a vida da comunidade num processo sinodal para uma meta escatológica: que nos leva ao "seio de Deus". Dito de uma forma mais directa trata-se de cada Igreja local se descobrir como aquilo que é: uma igreja, uma congregação de convertidos para o testemunho da Boa Nova do Reino. Como tal uma comunidade de irmãos na fé comprometidos na construção do Reino de Deus pelos caminhos do mundo.
A cristandade da velha Europa, tornada uma instituição entre tantas outras, está configurada segundo um modelo fortemente hierarquizado, patriarcal, à semelhança dos regimes monárquicos. Assim, ainda há entre nós cristãos que aceitam ser um rebanho obediente mais talhado para ouvir e calar e obedecer acriticamente ao "funcionário do sagrado" que se supõe tudo saber e ser detentor de um poder delegado
directamente da divindade. E a vida da comunidade acontece sem iniciativa, nem participação, nem criatividade, num ambiente bafiento na dependência e menoridade de quem a frequenta.
Agora o que se pretende é que se dê a palavra a todos já que todos são membros de pleno direito. O que vai exigir muito quer de quem tem exercido o poder e debitado o saber, quer da parte daqueles a quem nunca foi dada a palavra. A uns e outros exige-se uma mudança de vida. Uma conversão.
Vai ser aberta uma fenda na muralha? Vamos todos fazer o esforço que nos cabe fazer? Vão os líderes criar e promover um clima de abertura no respeito pelo Espírito que nos habita e é o cimento que nos torna uma comunidade enviada ao mundo para testemunhar e construir o Reino de Deus?
O desafio é que nos convertamos numa "Igreja da escuta, de uma escuta recíproca na qual cada um tem algo a dizer e algo a aprender".
O actual modelo da Igreja católica "é insustentável" e os cristãos precisam de "sair ao encontro das pessoas, em vez de esperar que elas apareçam nas missas", pregava o Arcebispo de Dublin. A Igreja católica deve ser uma igreja em saída, inclusiva, acolhedora, estendendo a mão a todos e aprendendo com todos. Fechada sobre si própria, construindo muros em vez de pontes, torna-se incapaz de interessar a humanidade. Torna-se inútil, porque infiel ao Evangelho.
 
Arouca

Domingo, 24 de Outubro de 2021

Actual
Temp: 12º
Vento: SE a 2 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Seg
T 16º
V 3 km/h
Ter
T 20º
V 2 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Contarei com todas as forças políticas que se apresentaram a votos"

Margarida Belém, presidente da CMA reeleita

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 56 visitantes online