ANDRÉ VILAR
 
Rejuvenescer as instituições de Arouca
 
OPINIÃO | Saberão aquilo que a juventude precisa, ambiciona e reclama?
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Dar aos jovens a oportunidade de terem uma palavra a dizer sobre o seu futuro é mais do que uma necessidade, um dever que a sociedade tem. Continuamos a achar, talvez por força do cliché, que "os jovens são o futuro", atirando para a frente o papel e a responsabilidade da juventude na sociedade
que integram.
Mas assumamos, então, esta máxima, levantando uma questão: Se o futuro pertence aos jovens, não deveriam estes ter uma palavra a dizer?
Estamos perante uma geração que defende, verdadeiramente, os valores da democracia. Os jovens de hoje estão atentos e por isso são (e estão) mais exigentes. O igual acesso a oportunidades de trabalho, de habitação e de cultura e os problemas relacionados com a sustentabilidade ambiental estão presentes
sempre que a juventude se junta para debater.
Em Arouca, o órgão deliberativo do concelho tem, neste momento, uma média de idades que ronda os 51 anos. O deputado mais novo tem 31 anos e o mais velho, 81, ambos da bancada do Partido Socialista. Embora a média de idades dos dois partidos com maior representatividade seja 51 anos, o Partido Socialista tem, na sua bancada, quatro jovens (até 35 anos), enquanto que o elemento mais novo da bancada social democrata já tem mais de 35 anos. O único deputado centrista tem 43 anos de idade.
Sabemos que as exigências feitas hoje aos jovens são diferentes daquelas que eram feitas há 30 anos, quando a maioria destes deputados municipais viviam a plenitude da juventude. Sem lhes tirar o mérito e a experiência (tendo em conta que muitos são quase "deputados profissionais", com mais de 20 anos de parlamentarismo), saberão estes 21 aquilo que a juventude de Arouca precisa, ambiciona e reclama?
Para decidir sobre Arouca, é preciso conhecer, ter uma visão abrangente, dos 0 aos 100. Mas mais do que isso, é preciso viver (em) Arouca. Só assim é possível fazer política sem se deixar manipular pela "arte de governar" das redes sociais, que sabemos ser um campo minado de politiquice, de jogos baixos e de ataques perenes à integridade e honradez de quem nos governa.
Longe vai o tempo (espera-se) em que Arouca se rendia à escolha de candidatos pelas relações, prestígio e influências familiares de outrora.
Aos três partidos políticos com assento na Assembleia Municipal lança-se, para o ano de 2021, o desafio de se rejuvenescerem. Mais do que experiência, este órgão precisa de "sangue novo", de força anímica e de novas ideias. Só assim, em total simbiose entre o passado (que devemos ter na memória), o presente e (a pensar) o futuro, conseguimos trabalhar na construção de uma sociedade mais justa e coesa. Numa sociedade que todos almejamos para Arouca.
A juventude não é desinteressada, desinformada e irresponsável. A juventude é exatamente o oposto e, em Arouca, sente-se a juventude a fervilhar, com jovens capazes, trabalhadores e com vontade de mudar o mundo. Utópico? Talvez, mas juntos só não fazemos aquilo que não quisermos.
 
Arouca

Quinta, 28 de Janeiro de 2021

Actual
Temp: 13º
Vento: SE a 2 km/h
Precip: 0.1 mm
Nevoeiro
Sex
T 14º
V 3 km/h
Sáb
T 11º
V 10 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Os arouquenses estão preocupados com o preço da água, tal como eu estou"

Margarida Belém, presidente da CMA, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 36 visitantes online