TEIXEIRA COELHO
 
Natal, a outra dimensão
 
OPINIÃO | Cristo acontece no nosso quotidiano para que este seja alterado
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
É fácil fazermos do Natal uma festa/celebração muito religiosa, mas pouco cristã.
Tal como muitos o entendem e recordam, como outros o pregam e muitos o vivem, o ACONTECIMENTO que dividiu a história num antes e num depois mais parece uma ficção.
Perguntemo-nos sobre o que permanece desse ACONTECIMENTO, nomeadamente nos nossos dias tão atribulados pela pandemia, para além de uma recordação cíclica com uma envolvência histórica, social e cultural marcante.
Esta a pergunta a formular e a reflexão a fazer na data indicada para recordar e celebrar esse ACONTECIMENTO que eclodiu num humilde estábulo de Nazaré no cumprimento e de acordo com o que fora prometido mesmo "antes da criação do mundo" e anunciado por profetas inspirados.
Será o Jesus de Nazaré apenas um "judeu marginal", figura do passado como tantas outras que a história regista? Foi isso, mas é muito mais do que isso. A outra dimensão do nascido em Belém revela-o "contemporâneo em cada tempo" e "presença clandestina" em cada espaço.
"Cristo acontece no nosso acontecer quotidiano", nas palavras de Frei Bento Domingues.
Uma visão ritualista do Natal que se esgota numa liturgia sem a alma da convicção, vazia de uma fé mobilizadora traduzida em compromissos de crescimento pessoal e intervenção cívica, tem contribuído para diluir o impacto em cada tempo e em cada espaço do ACONTECIMENTO de Belém. É ver como símbolos e figuras já icónicas de uma cultura que se alimenta do e se esgota no efémero, criadas de acordo com os padrões e os objectivos da sociedade consumista, vêm expulsando o Menino de Belém do quadro celebrativo do Natal.
"O nascimento de Jesus em Belém é o nascimento de Deus como homem", escreveu Frei Augusto Mourão, para o "renascimento dos homens e das mulheres verdadeiramente humanos/as". Cristo acontece no nosso quotidiano para que este seja alterado, nos tornemos diferentes, atentos a tudo o que movimenta a história humana, comprometidos com a Nova Criação, que vai acontecendo ao ritmo (demasiado lento!) da participação das mulheres e dos homens animados pela Fé no Jesus de Nazaré ou imbuídos de um espírito genuinamente humanista.
É curto e não seduz, nem motiva, nem tranquiliza pensar que caminhamos para um buraco... sem o desafio e a exigência de um horizonte que nos mobilize, nos transforme e, assim, nos realize. Quem não experimentou alguma vez a estranha e difusa sensação de caminhar sem saber como nem para onde vai? Quem não sentiu já alguma vez necessidade de corrigir trajetórias, rever decisões, responder a novos apelos?
Habita-nos uma outra dimensão.
Isto nos recorda o Natal, acontecimento charneira da história da Criação.
 
Arouca

Quinta, 28 de Janeiro de 2021

Actual
Temp: 13º
Vento: SSE a 2 km/h
Precip: 0 mm
Nevoeiro
Sex
T 14º
V 3 km/h
Sáb
T 11º
V 10 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Os arouquenses estão preocupados com o preço da água, tal como eu estou"

Margarida Belém, presidente da CMA, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 35 visitantes online