ANSELMO OLIVEIRA
 
Para onde vais, liberdade?
 
OPINIÃO | A pandemia veio numa boa altura para mascarar a crise económica
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
"Qualquer sociedade que renuncie um pouco da sua liberdade para ter um pouco mais de
segurança, não merece nem uma, nem outra, e acabará por perder ambas." Benjamin Franklin

A pandemia decretada pela OMS veio de uma forma radical alterar a nossa forma de viver. O tempo dirá se estas medidas restritivas da nossa liberdade foram justificáveis ou não.
Se com a chegada do vírus chinês ao nosso país as medidas adoptadas foram adequadas para não cairmos no caos que vimos em Itália e Espanha, por exemplo, o que veio depois apenas causou o pânico na população, quase querendo colocar os cidadãos a vigiarem-se uns ao outros e que aqueles que possivelmente estejam infectados sejam olhados como os leprosos foram em tempos idos.
Se é certo que o vírus se propaga com mais facilidade do que outros, se aqueles em quem ele se manifesta mais fortemente podem ficar com algumas sequelas, não é menos verdade que, e como noticiava há dias um jornal diário de tiragem nacional, "o vírus mata cada vez menos". Basta fazer uma leitura atenta dos números que chegamos a essa conclusão. O alívio da medidas restritivas da liberdade no período de verão não tiveram as consequências que muitos arautos da desgraça previam.
Depois temos um certo desnorte de quem decide. Bastou um festival que sempre se disse cultural passar a evento político para ser autorizado. Mas o vírus não ataca em eventos políticos?
Estarão os políticos portugueses imunes?
Como diria José Pinto-Coelho, presidente do Ergue-te, "estão a roubar-nos a vida normal e a liberdade! Será que não conseguem ver isso?" e no fundo é um pouco isso.
Na classe política esta pandemia veio numa boa altura para mascarar a crise económica que se adivinhava. Por outro lado, os governos tomam estas medidas para dizerem que estão a proteger os cidadãos, mas se assim fosse porque é que li, momentos antes de escrever estas linhas, o Primeiro Ministro do nosso país dizer que é impossível existir outro confinamento porque seria insuportável em termos económicos. Mas então a saúde dos cidadãos não está primeiro?
Fazer dos cidadãos marionetas, sim, mas desde que a economia avance. Até porque quanto menos liberdade tiverem, melhor. Há que manter a população em pânico.
Para finalizar, era importante saber o número de assintomáticos. Só assim se teria a noção do número real de afectados e, quando tiverem tempo, consultem os dados relativos à gripe nos últimos anos.

 
Arouca

Quarta, 28 de Outubro de 2020

Actual
Temp: 11º
Vento: ENE a 0 km/h
Precip: 0 mm
Nublado
Qui
T 16º
V 3 km/h
Sex
T 19º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Continua a aposta (da CMA) 'quase irracional' no turismo"

Carlos Tavares, lider do PPM-Arouca, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 17 visitantes online