JOSÉ CARLOS SILVA
 
A rentrée
 
OPINIÃO | O mês de Setembro surge como um recomeço
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Terminadas as férias, o inevitável regresso ao trabalho é quase sempre doloroso. Os dias começam a ficar mais pequenos, a temperatura começa gradualmente a descer e o aroma a Outono começa sentir-se no ar.
O mês de Setembro surge como um recomeço depois das férias, quer para os adultos, quer para as crianças e jovens. As aulas arrancam oficialmente entre os dias 10 e 13 e a azáfama que se vive anualmente repete-se com a mesma intensidade e alegria por parte dos alunos e dos encarregados de educação. É um ritual que por vezes é acompanhado de alguma ansiedade, sobretudo para as crianças que vão entrar pela primeira vez no sistema de ensino ou que mudam de ciclo de escolaridade, sendo mais notória essa mudança do primeiro para o segundo ciclo.
O novo ano lectivo fica também marcado pela colocação dos professores a tempo e horas - foram distribuídos em meados de Agosto - para que tudo comece sem falhas e sem atrasos.
São também várias as novidades de âmbito pedagógico que vão ser implementadas nas nossas escolas no ano escolar que está prestes a iniciar.
•••
75 anos, bodas de diamante! A Feira das Colheitas, o grande certame do concelho de Arouca, assinala este ano a data redonda de setenta e cinco anos. Surgiu pela primeira vez no longínquo ano de 1944, em plena Segunda Guerra Mundial. Inicialmente organizada pelo Grémio da Lavoura de Arouca, mais tarde pela Cooperativa Agrícola, e desde há vários anos que é promovida pela Câmara Municipal de Arouca.
A festa realiza-se no último fim-de-semana de Setembro e envolve todo o concelho, de Alvarenga até Fermedo. A Feira das Colheitas é um hino à natureza, onde os agricultores vivem com orgulho uma festa que foi criada para ajudar a promover a lavoura e os lavradores.
Com o decurso dos anos e a crescente evolução dos sectores secundário e terciário, a Feira das Colheitas adaptou-se aos novos tempos, não descurando nunca a matriz agrícola (sector primário), mas abrindo-se também aos outros sectores da economia.
Recentemente falecido, Elísio Azevedo ficará para sempre associado à Feira das Colheitas e ao seu renascimento no período pós-25 de Abril, quando a festa era promovida pela Cooperativa Agrícola de Arouca. Era ele a alma mater do evento, sucedendo ao seu pai, António Almeida Brandão, o fundador do certame.
Vamos viver com alegria e bairrismo mais uma edição da Feira das Colheitas e receber com os braços abertos os milhares de forasteiros que nos visitam nos dias da festividade.
•••
O tema "ajustes directos", infelizmente, tem sido recorrente nas minhas últimas crónicas. Hoje, volto novamente ao assunto, para sublinhar a existência de "empresários" de Arouca que gostam de fazer ajustes directos com a autarquia e com associações dela dependentes financeiramente, mas que ficam aborrecidos quando esses contratos são tornados públicos. Se calhar, a ideia era que eles ficassem no segredo dos deuses!... Vá lá saber-se porquê?!...
•••
É já no próximo dia 6 de Outubro que os portugueses vão ser novamente chamados a votar, desta vez para as eleições legislativas. São vários os arouquenses que fazem parte das listas dos partidos concorrentes ao acto eleitoral que vai eleger deputados para a Assembleia da República. No entanto, analisando os diversos elencos, constata-se que nos três principais partidos (PS, PSD e CDS) os representantes locais são remetidos para lugares quase simbólicos, situação que levou Rui Vilar (PSD) a bater com a porta, rejeitando o convite devido à desconsideração que o município de Arouca foi votado pela distrital do partido. Uma realidade que deveria merecer uma reflexão de todos os agentes políticos locais!

(artigo publicado na edição impressa do RODA VIVA jornal de 2019.09.12)

 
Arouca

Quarta, 23 de Outubro de 2019

Actual
Temp: 12º
Vento: NNW a 6 km/h
Precip: 0 mm
Muito Nublado
Qui
T 14º
V 3 km/h
Sex
T 17º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
PUB.
 
A Frase...

"Espero que os pais dos atletas sejam exemplos de 'fair-play' dentro e fora do campo"

Pedro Cirne, presidente da UD Fermedo, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 29 visitantes online