CÁTIA CARDOSO
 
Primavera, poesia e Paradinha
 
OPINIÃO | Lugar aconchegante que proporciona bem-estar físico e mental
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Embora envergonhada, a primavera já se estende pelos campos e serras e rios há cerca de quatro semanas. É, das quatro estações, a mesma bela, por se tratar do renascer, associado ao recomeçar. A natureza refloresce-se e prepara-se para dar frutos, em mais uma nova vida.
É o momento mais inspirador do ano. E por falar em inspiração, logo no dia seguinte ao início da primavera (21 de março), celebra-se o dia mundial da poesia. Sabemos que não parece, mas primavera rima mesmo com poesia. E por falar em inspiração, primavera, e poesia, falemos da uma das mais poéticas e primaveris aldeias do concelho de Arouca: a Paradinha.
Primaveril porque, à semelhança de todas as outras, se torna mais bela nesta estação. Poética, e é-o incontestavelmente, porque nos prenda com palavras inscritas na lousa que são esbeltos poemas e, tal como a poesia o deve fazer, nos levam à reflexão e à sensação de estar em casa.
Pelo caminho, na estrada entranhada nos montes, logo surge o aviso: "PARE / DESÇA / E / OLHE!!!". Engolida pelas montanhas, a Aldeia da Paradinha tem sabido distinguir-se e potencializar-se. O rio que cobre o fundo dessas mesmas Montanhas, o Paiva, testemunha a peculiaridade desta aldeia.
Este Lugar encontra-se ainda em permanente recrutamento. "PRECISA-SE AMIGOS DA NATUREZA / (ADMISSÃO IMEDIATA)" é a proposta com que nos deparamos, e a verdade é que ali chegados compreendemos facilmente que se trata de um espaço que exige, e muito bem, ser cuidado e respeitado. Não saímos dali sem antes entregarmos o curriculum para ocupar o cargo, cuja admissão é efetivamente imediata.
A Aldeia da Paradinha é um espaço profundamente intimista, o que justifica plenamente que ali se erga anualmente um festival de música clássica, num palco montado praticamente em cima do rio.
Elegemos assim, a Aldeia da Paradinha, como o Lugar mais belo de Arouca para se viver a primavera, seja para um piquenique em família (oxalá o sol ajude), seja para descansar e recarregar energias.
Há um extenso convite ao usufruto da natureza e simultaneamente as mensagens que ali se encontram levam à reflexão e sensibilizam os visitantes para a cuidarem. "CONTAMINEM OS VOSSOS RIOS E UM DIA MORRERÃO AFOGADOS NOS VOSSOS PRÓPRIOS DETRITOS" é uma frase inscrita numa lousa, junto ao rio, que evidencia isso mesmo: por um lado, a reflexão e, por outro, a sensibilização.
Este é, pois, um Lugar aconchegante que proporciona bem-estar físico e mental, ideal para momentos em que buscamos encontrar-nos com quem somos, e cremos na natureza como metodologia indicada para tal.
A pedagogia da Paradinha não cessa, e provoca-nos ainda a sermos melhores pessoas não apenas com a natureza, mas também com os outros humanos, uma vez que "É BOM O HOMEM CUIDAR DE SI, MAS É ODIOSO CUIDAR SÓ DA SUA PESSOA".
Antes de concluir, referimos ainda que outro aspeto que mais agrada na praia fluvial da Paradinha é o sossego que se alcança, numa altura em que as praias da Espiunca, Vau e Areínho se transformaram em polos de agitação.
 
Arouca

Segunda, 27 de Maio de 2019

Actual
Temp: 14º
Vento: N a 2 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Ter
T 22º
V 3 km/h
Qua
T 22º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Concorda com os novos preços dos bilhetes dos Passadiços?
 
 
A Frase...

"Sobre os baldios, estamos a cumprir a vontade do povo, que decidiu delegar competências de gestão na Junta"

José Costa, presidente da JF Moldes, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 21 visitantes online