JOSÉ CARLOS SILVA
 
O logro e a vereadora
 
OPINIÃO | Irei votar em branco em protesto pela forma como têm ludibriado Arouca e os arouquenses
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
"Terminou ao final da manhã a cerimónia que marcou o lançamento da empreitada de construção da nova Ligação Rodoviária do Parque de Negócios de Escariz à A32. A empresa ‘Tecnobento' foi a casa que acolheu este assinalar do lançamento do concurso para a obra com a extensão de 7,1 quilómetros, começando na rotunda de Escariz na EN326 até ao nó da A32 em Pigeiros/Milheirós. «Hoje é um dia muito feliz para Arouca e para todos os arouquenses. Foi um processo longo e árduo que nos trouxe até aqui. Uma palavra de apreço à coragem dos nossos empresários que fintaram as curvas e lançaram a nossa região no mercado. Agradeço também ao governo pela cooperação. Trata-se de uma intervenção financiada totalmente pelo Orçamento de Estado. Espero daqui a três anos estarmos novamente
juntos a lançar a ligação de mais um troço, desde a Ribeira/Mansores até Escariz », afirmou, comovida, Margarida Belém."
11 de Outubro de 2018
"Empreitada de ligação do Parque de Negócios de Escariz à A32. O Município de Arouca foi informado hoje que, após análise das propostas recebidas no âmbito da empreitada de ligação do Parque de Negócios de Escariz à A32, da responsabilidade das Infraestruturas de Portugal, o júri propôs a
exclusão de todas as propostas, por razões de ordem formal e por apresentarem valores superiores ao preço base. Comunicado da CMA."
8 de Março de 2019
Cinco meses apenas separaram estas duas antagónicas notícias. Se isto não é uma forma pouco
edificante de tratar um município e os seus habitantes, então já não sei o que será. O desânimo, a descrença e a revolta dos arouquenses em torno da conclusão desta rodovia, fundamental para o seu desenvolvimento, atingiram há muito os limites do aceitável. Agora mais do que palavras ou diplomacia política, exige-se atitudes concretas e firmes. Perante este mais recente logro, já decidi como vou manifestar a minha indignação.
Nas eleições legislativas de Outubro irei votar em branco em protesto pela forma como os sucessivos governos têm ludibriado Arouca e os arouquenses em redor desta velha e justa ambição.

•••

O CDS é um dos principais partidos fundadores do regime democrático português, nascido nos alvores do dia 25 de abril de 1974. Juntamente com o PS, PSD e PCP, são ainda hoje os principais pilares do nosso sistema político. Passou por várias fases, uma mais auspiciosas, outras mais sombrias, mas é inegável o seu papel no xadrez político nacional e local.
Em Arouca, o partido fundado por Freitas de Amaral foi nos idos anos 70 e inícios de 80 do século passado o segundo maior partido político no município, logo atrás do PSD.
Nas primeiras eleições autárquicas, realizadas em 12 de Dezembro de 1976, o CDS obteve 2689 votos, o que lhe garantiu a eleição de dois vereadores (Camilo Noites e Albano Martins). Conquistou nessa
época ainda quatro Juntas de Freguesia - Alvarenga, Chave, Rossas e Escariz. Nas eleições seguintes (1979), aumentou o pecúlio para 3259 votos (dois vereadores) e passou a deter cinco Juntas de Freguesia (perdia Chave e Rossas, mas conquistou Fermedo, Mansores e São Miguel do Mato).
O partido manteve representação na vereação até 1989. Depois seguiu-se uma longa travessia no deserto, até às últimas eleições autárquicas de 2017: o CDS, coligado com o PSD, conseguiu eleger novamente um vereador, ou melhor, uma vereadora, Sandra Melo.
Dezassete meses após ser eleita, a jovem esperança do partido bateu com a porta no passado dia 12 de Março e renunciou ao cargo para que foi eleita. Atitude insólita na história do partido centrista em Arouca. É caso para dizer, Sandra Melo teve entrada de leão e saída de sendeiro na política autárquica de Arouca.
Assim não se dignifica a democracia e o poder local!...
 
Arouca

Terça, 02 de Junho de 2020

Actual
Temp: 19º
Vento: WNW a 2 km/h
Precip: 0 mm
Muito Nublado
Qua
T 21º
V 3 km/h
Qui
T 20º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"O movimento associativo juvenil tem reagido com resiliência e energia, procurando reinventar-se"

Cátia Camisão, vice-presidente da FNAJ, em declarações ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 40 visitantes online