OPINIÃO
 
OPINIÃO: Coordenador do PNR Aveiro
 
Anselmo Filipe Oliveira
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
CHEGARÁ O DIA EM QUE A MINHOCA DEIXA DE ENGANAR O PEIXE

O recente anúncio de problemas com o concurso do troço da variante a partir de Escariz, veio confirmar as suspeitas de que muitos já desconfiavam. Foi mais uma tentativa de enrolar o povo de Arouca, dizendo-se que era desta que a obra avançava.
Todos no relembramos das palavras do então Primeiro-Ministro, José Sócrates. Sim, esse mesmo que levou o país à bancarrota. Prometeu o término da variante até Santa Maria da Feira, só é pena que o dinheiro que usou indevidamente não tenha sido bem empregue na nossa variante.
O problema que surge agora e que se prende como os custos efectivos do dito troço, vem revelar incompetência ou a manifesta vontade de que o mesmo não seja executado. Quem faz o estudo dos custos da obra sabe muito bem os custos que esta implica. Ou, por outro lado, é manifestamente incapaz de ocupar o cargo para o qual foi designado.
É minha convicção que até o executivo da Câmara Municipal foi levado na conversa das boas intenções do Governo. Caso não o tenho sido, revela que estava a "fazer o frete" ao Governo para proveito próprio. Não é com o pedido de reuniões a este e àquele que o problema será resolvido. Ou será que isso não foi feito por diversas vezes?
Certo é que, perante isto, esse troço da variante nunca avançará antes das Legislativas e quiçá da próximas Autárquicas. Ou talvez nem mesmo nos próximos anos.
O troço que foi anunciado, embora útil, não vem resolver o problema do acesso rápido ao litoral para as pessoas do vale de Arouca. Esse problema está entra a Ribeira, em Tropeço, e Escariz. Não adianta andar a rectificar o piso, colocando-se leves camadas de asfalto para tapar buracos. Não é por aí que a viagem se torna mais rápida. A intervenção nas bermas só peca por tardia porque em qualquer rodovia elas são parte fundamental. Mais uma vez, se tenta atirar areia aos olhos dos arouquenses.
Certo é que, sucessivamente, o PS tem lançado a minhoca (variante) aos peixes (arouquenses) e estes têm mordido o isco. Basta consultar os resultados eleitorais. Mas até quando os peixes se deixarão enganar pela minhoca?
A propósito dos estudos e projectos que se fazem quando são executadas obras pagas por todos nós, vou apenas fazer uma pequena alusão à "Maior ponte pedonal suspensa do mundo". Existiram problemas com a fixação da estacaria de um dos pilares. Não aprenderam nada com a situação na Pedra Má. Para que servem, afinal, os gabinetes que fazem os estudos dos projectos?
Qual será o valor no custo final da ponte. O dobro? O triplo? Ou ainda, quem sabe, talvez mais? Anselmo Filipe Oliveira

 
Arouca

Terça, 21 de Maio de 2019

Actual
Temp: 17º
Vento: NNW a 5 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Qua
T 21º
V 2 km/h
Qui
T 18º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Concorda com os novos preços dos bilhetes dos Passadiços?
 
 
A Frase...

"Sobre os baldios, estamos a cumprir a vontade do povo, que decidiu delegar competências de gestão na Junta"

José Costa, presidente da JF Moldes, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 20 visitantes online