MAFALDA FERNANDES
 
Fermedo e a Guerra de 1914-18
 
OPINIÃO | Morreu com 45 anos de idade em resultado do gaseamento
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A praça da antiga vila de Cabeçais, que foi sede do extinto concelho de Fermedo, embora muitos a conheçam apenas por largo da feira, é a Praça Dr. Albano de Castro.
Na obra "Fermedo e a sua história", da autoria do Reverendo Padre Domingos A. Moreira e do Professor Alfredo Gonçalves de Azevedo, já falecidos, consta o seguinte acerca da personalidade que dá o nome à praça de Cabeçais: "Dr. Albano de Castro e Sousa, filho de Manuel José de Paiva e Sousa e de Júlia Soares da Cunha e Castro, nasceu em Cabeçais a 13-9-1891. Formou-se em Medicina, cujo múnus desempenhou com grande proficiência. Combateu na Flandres, na 1ª Grande Guerra Mundial, donde mereceu o seguinte louvor: Louvado o tenente-médico Albano de Castro e Sousa pela notável assiduidade que teve no serviço de Batalhão de Infantaria nº 35, zelo e coragem com que sempre se
apresentou e bem desempenhou todos os seus serviços de que foi encarregado, alguns destes difíceis por vezes. Foi governador civil de Aveiro durante a República Democrática" (Notícias de Arouca
de 1-7-1967). Após a sua morte em Souto (Fiães-Feira), o Jornal "O Correio da Feira" dedicou-lhe um número especial a 8-8-1936.
Também na mesma grande Guerra de 1914-1918, segundo o manuscrito adiante citado de José Francisco de Paiva, "combateram os fermedenses Domingos Ferreira de Avó, José de Oliveira, Silvestre Ferreira, Acácio Gomes de Sousa e Rocha, Vitorino Gomes Adegas, Domingos Soares de Azevedo (em França), Elísio Nogueira de Paiva e Sousa, Ernesto Vaz Ferreira, António Francisco Tomé (este em África)". Outro manuscrito (da casa do Dr. Albano) cita Joaquim Rocha, José Rodrigues da Silva (em França), António Lima (em Moçambique).
Na sua obra "A filha do Capitão", José Rodrigues dos Santos elucida-nos pormenorizadamente acerca do que foi, em massacre e sofrimento, esta guerra das trincheiras, que foi a 1ª Grande Guerra de 1914-1918. O ilustre autor não põe a funcionar apenas a imaginação, como é óbvio. As suas páginas esplendorosas, como acontece, aliás, em todas as suas obras, pelo menos na maioria, são o fruto de uma apurada investigação.
O Dr. Albano de Castro morreu com 45 anos de idade em resultado do gaseamento sofrido na guerra.
Neste mês de Novembro e porque este ano se celebra o Armistício que pôs fim a tão doloroso conflito, é de todo oportuno lembrar os nossos mortos valorosos ainda que o seu mérito permaneça já em épocas remotas.
Não podíamos, de modo algum, deixar passar o registo em branco.
 
Arouca

Segunda, 18 de Março de 2019

Actual
Temp: 11º
Vento: N a 2 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Ter
T 14º
V 3 km/h
Qua
T 14º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Ainda acredita na viabilidade económica da Cafetaria Esplanada do Parque?
 
 
A Frase...

"Certamente que o 'Arouca' vai voltar à Primeira Liga num futuro próximo"

Quim Machado, treinador do FCA, em conferência de imprensa

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 31 visitantes online