ELÍSIO AZEVEDO
 
O poder do voto
 
OPINIÃO | Arouca não vai desistir do seu futuro
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
À medida que as eleições legislativas se aproximam e se multiplicam as promessas, até o interior mais esquecido, agora, é todos os dias recordado - é necessário mobilizar os eleitores, mesmo os mais esquecidos e marginalizados, abrindo caminho a todas as "geringonças" possíveis.
Ministros, secretários de estado, deputados, partidos, todos os olhos postos no próximo acto eleitoral, concentrados num único objectivo - vencer as próximas eleições legislativas, prometendo promessas.
Aqui mesmo ao nosso lado, Castelo de Paiva, já tem a sua promessa - promessa de promessa de primeiro-ministro - vai ser concluída a Variante à EN222!
Arouca não foi esquecida - a Variante à EN326 não será a Variante prevista no projecto inicial adjudicado em 4 de Setembro de 2001 e concluído em Maio de 2006 - vai ser um pequeno troço entre o Parque de Negócios de Escariz e a A32, assumindo o Município de Arouca uma eventual comparticipação nos custos das expropriações dos terrenos em concelhos vizinhos!
Não é o prometido, nem o desejado, mas já são mais alguns metros e pode muito bem acontecer que numa próxima vez se acabe o projecto e se cumpra de uma só vez todas as promessas já feitas...
Houve tempos em que o prometido era devido, mas em termos de Arouca e das comunicações, isso raramente se cumpriu - foi assim com a estrada de São Pedro do Sul cujo, projecto ficou na gaveta, e a ligação a Alvarenga demorou dezenas de anos a ser construída.
O problema das comunicações tem sido, desde sempre, uma preocupação de todos os autarcas e de todos os arouquenses, obrigando muitos deles a abandonar as suas aldeias em busca de um futuro melhor - muitos lá ficaram por esse mundo fora, alguns deles não resistiram à saudade e ao regresso - mas nem os autarcas conseguiram concretizar de todo os seus desejos nem a população ver satisfeitas as suas mais legítimas aspirações.
A solução encontrada para a Variante é uma solução provisória, que nem cala as discordâncias, nem resolve um problema que continuará a condicionar o desenvolvimento de um concelho que a natureza bafejou mas continua esquecido - a única coisa que lhe resta é continuar a luta, confiando em si próprio e no exemplo daqueles que aqui investiram, criando riqueza e confiando em si próprios.
Arouca, situada numa zona de transição entre o litoral e o interior, e apesar de todos os condicionalismos, tem sabido aproveitar algumas das suas riquezas naturais e um dia virá, em que vencidas tantas dificuldades, verá redimidos muitos dos seus sacrifícios - talvez então o primeiro-ministro em exercício venha visitar a ponte suspensa sobre o rio Paiva e aproveite a oportunidade para anunciar a conclusão da Variante!...
Arouca não vai desistir do seu futuro.
Parece que Lisboa começa a despertar para a realidade de um País desigual, que tudo concentra no litoral e só se lembra do interior quando os eleitores são chamados às urnas - os próprios deputados, muitos deles eleitos pelos votos desse interior marginalizado e esquecido só se lembra dele em época de eleições - entram no Parlamento mudos e saem calados - mas Arouca, por mais fastidioso que isso seja, não vai desistir.
 
Arouca

Terça, 18 de Dezembro de 2018

Actual
Temp: 10º
Vento: SW a 3 km/h
Precip: 1.8 mm
Aguaceiros
Qua
T 11º
V 3 km/h
Qui
T 11º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Onde vai passar o 'reveillon' este ano?
 
 
A Frase...

"A AECA existe há 27 anos e sempre valorizou o colectivo em detrimento do individual"

Carlos Brandão, presidente da associação empresarial, na cerimónia de aniversário

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 46 visitantes online