FRANCISCO FERREIRA
 
Um ano depois
 
OPINIÃO | Discreta, mas firme na sua gestão
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A 1 de outubro de 2017 fez-se história em Arouca. Pela primeira vez, uma mulher foi eleita para dirigir os destinos do nosso município. Sob o mote "Um novo compromisso. A mesma ambição", Margarida Belém, em entrevista a este mesmo jornal, afirmava que se candidatava "para garantir a continuidade no projeto, na visão, no rumo de desenvolvimento de Arouca".
Referia ainda nessa entrevista que a sua presidência seria "próxima das pessoas, aberta a sugestões, atenta às preocupações sociais, sensível às necessidades dos empresários e inovadora no que diz respeito ao desenvolvimento do concelho", continuando a "trabalhar de forma empenhada, comprometida e séria".
E é esta entrega dedicada e incansável à causa pública e à melhoria da qualidade de vida de todos os arouquenses que temos observado neste primeiro ano de mandato. Discreta, mas firme na sua gestão e no caminho que traçou, Margarida Belém tem vindo a cumprir o que enunciou no seu programa eleitoral.
A floresta tornou-se prioridade na gestão municipal, estando, pela primeira vez, inscritas verbas no orçamento municipal para o efeito. Procedeu-se à limpeza das faixas de gestão de combustível, sendo o esforço municipal que está a ser efetuado a este nível a ser acompanhado por igual esforço por parte dos particulares, criaram-se duas aldeias seguras no âmbito de dinâmica nacional de igual nome, organizaram-se simulacros, promoveram-se ações de reflorestação, em parceria com entidades diversas. O nosso corpo de bombeiros passou a dispor de uma equipa de intervenção permanente que para além de ser a primeira a intervir em caso de incêndio, presta ainda um apoio fundamental ao socorro às populações.
No turismo, os Passadiços do Paiva continuam a somar prémios e a ponte pedonal suspensa sobre o rio Paiva - a 508 Arouca - está já em construção. Os pilares daquela que muitos diziam ser uma promessa eleitoral que não teria consequência já são bem visíveis. A inauguração deverá ocorrer no primeiro semestre do próximo ano e já são muitos os que estão à espera desta nova atração para repetir uma visita ao território.
À espera de vista do Tribunal de Contas encontra-se o Programa de Intervenção no Mosteiro de Arouca, da responsabilidade da Direção Regional da Cultura Norte e que a Câmara tem acompanhado de modo muito estreito, e que prevê uma empreitada de Instalação da Estrutura de Acolhimento do visitante, a concretização do Espaço da Memória e sinalética para melhor informação dos visitantes. Todas estas intervenções possibilitarão relançar o mosteiro como âncora do desenvolvimento cultural e turístico a nível regional, nacional e internacional, esperando-se assim reforçar o interesse para os investidores que se espera não tenham aparecido somente em época de eleições.
Em curso está também o CI3 - Centro de Incubação e Inovação Industrial de Arouca e que irá funcionar, provisoriamente, nas instalações das Juntas de Freguesia de Escariz e de Mansores. Ainda em outubro o CI3 irá acolher as primeiras quatro empresas, que saíram vencedoras do concurso CI3Startup.
Um outro concurso deu o pontapé de saída noutras das dinâmicas inscritas no programa eleitoral do PS Arouca - o orçamento participativo, o qual pretende reforçar a participação e o envolvimento dos arouquenses na gestão municipal. Envolvimento e proximidade têm sido traços deste primeiro ano de mandato que também é relevante destacar-se. Implementou-se o atendimento ao munícipe na zona poente do concelho e promoveu-se a realização de reuniões de Câmara descentralizadas, procurando aproximar-se o Executivo dos eleitos e dos respetivos anseios e necessidades.
E falando em proximidade será isso que a futura via de ligação do Parque de Negócios de Escariz à A32 promoverá. A empreitada foi lançada a 11 de outubro, em cerimónia que contou com a presença do primeiro-ministro, e que constitui mais um importante e decisivo passo para a conclusão da Via Estruturante de ligação de Arouca aos eixos rodoviários do litoral. Um processo longo, árduo e difícil e do qual, contra a descrença de muitos, saímos vencedores, porque nunca desistimos de lutar ou desviámos o foco. Porque sermos bem sucedidos nesta luta significa o aumento da qualidade de vida dos arouquenses e isso sim é o que importa e o que nos move. Sempre!
 
Arouca

Domingo, 18 de Novembro de 2018

Actual
Temp: 14º
Vento: ESE a 6 km/h
Precip: 0.4 mm
Chuva
Seg
T 14º
V 0 km/h
Ter
T 11º
V 6 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Que balanço faz do trabalho da Provedoria da Santa Casa da Misericórdia no mandato que está prestes a finalizar?
 
 
A Frase...

"Não discrimino nenhuma das antigas freguesias"

Ângelo Miranda, presidente da União de Freguesias de Arouca-Burgo", eleito pela coligação PSD/CDS, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 28 visitantes online