FRANCISCO FERREIRA
 
Um ano depois
 
OPINIÃO | Discreta, mas firme na sua gestão
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A 1 de outubro de 2017 fez-se história em Arouca. Pela primeira vez, uma mulher foi eleita para dirigir os destinos do nosso município. Sob o mote "Um novo compromisso. A mesma ambição", Margarida Belém, em entrevista a este mesmo jornal, afirmava que se candidatava "para garantir a continuidade no projeto, na visão, no rumo de desenvolvimento de Arouca".
Referia ainda nessa entrevista que a sua presidência seria "próxima das pessoas, aberta a sugestões, atenta às preocupações sociais, sensível às necessidades dos empresários e inovadora no que diz respeito ao desenvolvimento do concelho", continuando a "trabalhar de forma empenhada, comprometida e séria".
E é esta entrega dedicada e incansável à causa pública e à melhoria da qualidade de vida de todos os arouquenses que temos observado neste primeiro ano de mandato. Discreta, mas firme na sua gestão e no caminho que traçou, Margarida Belém tem vindo a cumprir o que enunciou no seu programa eleitoral.
A floresta tornou-se prioridade na gestão municipal, estando, pela primeira vez, inscritas verbas no orçamento municipal para o efeito. Procedeu-se à limpeza das faixas de gestão de combustível, sendo o esforço municipal que está a ser efetuado a este nível a ser acompanhado por igual esforço por parte dos particulares, criaram-se duas aldeias seguras no âmbito de dinâmica nacional de igual nome, organizaram-se simulacros, promoveram-se ações de reflorestação, em parceria com entidades diversas. O nosso corpo de bombeiros passou a dispor de uma equipa de intervenção permanente que para além de ser a primeira a intervir em caso de incêndio, presta ainda um apoio fundamental ao socorro às populações.
No turismo, os Passadiços do Paiva continuam a somar prémios e a ponte pedonal suspensa sobre o rio Paiva - a 508 Arouca - está já em construção. Os pilares daquela que muitos diziam ser uma promessa eleitoral que não teria consequência já são bem visíveis. A inauguração deverá ocorrer no primeiro semestre do próximo ano e já são muitos os que estão à espera desta nova atração para repetir uma visita ao território.
À espera de vista do Tribunal de Contas encontra-se o Programa de Intervenção no Mosteiro de Arouca, da responsabilidade da Direção Regional da Cultura Norte e que a Câmara tem acompanhado de modo muito estreito, e que prevê uma empreitada de Instalação da Estrutura de Acolhimento do visitante, a concretização do Espaço da Memória e sinalética para melhor informação dos visitantes. Todas estas intervenções possibilitarão relançar o mosteiro como âncora do desenvolvimento cultural e turístico a nível regional, nacional e internacional, esperando-se assim reforçar o interesse para os investidores que se espera não tenham aparecido somente em época de eleições.
Em curso está também o CI3 - Centro de Incubação e Inovação Industrial de Arouca e que irá funcionar, provisoriamente, nas instalações das Juntas de Freguesia de Escariz e de Mansores. Ainda em outubro o CI3 irá acolher as primeiras quatro empresas, que saíram vencedoras do concurso CI3Startup.
Um outro concurso deu o pontapé de saída noutras das dinâmicas inscritas no programa eleitoral do PS Arouca - o orçamento participativo, o qual pretende reforçar a participação e o envolvimento dos arouquenses na gestão municipal. Envolvimento e proximidade têm sido traços deste primeiro ano de mandato que também é relevante destacar-se. Implementou-se o atendimento ao munícipe na zona poente do concelho e promoveu-se a realização de reuniões de Câmara descentralizadas, procurando aproximar-se o Executivo dos eleitos e dos respetivos anseios e necessidades.
E falando em proximidade será isso que a futura via de ligação do Parque de Negócios de Escariz à A32 promoverá. A empreitada foi lançada a 11 de outubro, em cerimónia que contou com a presença do primeiro-ministro, e que constitui mais um importante e decisivo passo para a conclusão da Via Estruturante de ligação de Arouca aos eixos rodoviários do litoral. Um processo longo, árduo e difícil e do qual, contra a descrença de muitos, saímos vencedores, porque nunca desistimos de lutar ou desviámos o foco. Porque sermos bem sucedidos nesta luta significa o aumento da qualidade de vida dos arouquenses e isso sim é o que importa e o que nos move. Sempre!
 
Arouca

Sexta, 18 de Janeiro de 2019

Actual
Temp: 7º
Vento: SSE a 3 km/h
Precip: 0.5 mm
Chuva
Sáb
T 11º
V 5 km/h
Dom
T 10º
V 6 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Concorda com abstenção da Oposição (PSD e CDS-PP) na votação das GOP e Orçamento para 2019?
 
 
A Frase...

"É preciso cuidar e valorizar os nossos idosos"

Isabel Paiva, presidente da JF Rossas, em declarações ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 39 visitantes online