CÁTIA CARDOSO
 
A nossa geografia
 
OPINIÃO | A economia vai-se sustentando, a demografia vive com as suas dificuldades
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Chega setembro e recomeça. Setembro funciona, para muitos, como o início de um novo ciclo. Fim de férias. Regressa o trabalho, a escola, as colheitas - e agora podia estar mas não estou a falar da maior festa do concelho de Arouca. Falo das colheitas dos produtos que, ao longo do ano, foram semeados, cultivados, e podem agora servir de alimento. Colhem-se as maçãs, as pêras, o milho, o feijão, depois, as uvas. Mas, já agora, nunca é excesso enaltecer a relevância da Feira das Colheitas na região de Arouca.
E sobre região e sobre Arouca podemos falar de geografia. Os últimos Olhares (in)Constantes debruçaram-se, afinal, na História. Se formos agora à Geografia não ficamos longe.
Contudo, talvez faça mais sentido falar agora da geografia de Arouca, e não de Geografia, a ciência em si. Arouca é Norte ou Centro? É Interior ou Litoral? As questões têm de ser feitas, ainda que não seja fácil buscar-lhes respostas.
Na página oficial do município está escrito que o concelho "situa-se no extremo NE do distrito de Aveiro e está integrado na NUT III do Entre Douro e Vouga, da região Norte de Portugal".
A mesma fonte refere também que Arouca se dista "cerca de 60 Km da sede de distrito e 50 Km da cidade do Porto", sendo que o município pertence ao distrito de Aveiro, que é Centro, porém, localiza-se mais próximo do Porto que é Norte.
Isto, conforme continua a ser explicado na página oficial "traduz a situação de fronteira/interface que Arouca detém, entre as regiões Norte e Centro de Portugal, entre os distritos de Aveiro, Viseu e Porto", bem como, e continua, "entre o litoral (industrializado, bem servido por redes de acessibilidades, com povoamento disperso e relevo relativamente pouco acidentado) e o interior (montanhoso e deprimido do ponto de vista demográfico, social, económico e infraestrutural)". Estes parênteses dizem mais do que habitualmente os parênteses costumam dizer.
A juntar a estas informações fica ainda o facto de Arouca integrar a Área Metropolitana do Porto. A isto se chama brincar com a geografia. Relativamente às redes de acessibilidades, pois elas existem mas ainda não servem bem este concelho - consequência, só pode, da geografia. Montanhas existem, e são bem bonitas! A economia vai-se sustentando, a demografia vive com as suas dificuldades.
Esta questão da Geografia Aplicada a Arouca é mais complexa do que num primeiro olhar poderia parecer. Estaremos no Litoral? Afinal, conseguimos passar um longo e descansado dia na praia, junto ao mar, e voltar a casa antes do escurecer. Estamos mais perto do Oceano Atlântico do que do país vizinho - a Espanha. Ou estaremos no Interior? A nossa rede de transportes não é assim tão boa e as acessibilidades são o que sustenta sonhos há anos (a Variante por cumprir). Além disso, até o Primeiro Ministro cá veio para "promover o Interior" e se o Chefe do Governo diz que é Interior quem é que vai contestar?
Arouca beneficia, por um lado, do seu contexto geográfico complexo, a proximidade à cidade do Porto, bem como pertencer à AMP são efetivamente vantagens e fatores de aproximação ao litoral, à industrialização, ao serviço das redes de acessibilidade. Por outro lado, as vias de comunicação ficam na corda bamba entre aquilo que se espera de um Litoral e aquilo a que se está habituado saber de um Interior. Arouca é Litoral ou Interior? Arouca vai sendo. Às vezes mais Norte, às vezes mais Centro, às vezes mais Litoral, às vezes mais Interior. Não será assim tão mau - não tão mau como ser Interior puro. E não é que o Interior seja mau, má é a valorização que lhe é atribuída, ou que não é.
Mas Arouca não é muito Interior. Nem muito Litoral. É Arouca. E pouco importa a geografia, quando todos os dias sabemos que estamos no mapa, que o país todo, e, às vezes, o mundo, sabem que estamos no mapa. É uma região que colhe hoje aquilo que tem vindo a plantar. Sortuda porque não precisa de esperar por setembro para colher, é um processo gradual, durante todo o ano, a cada ano.
 
Arouca

Domingo, 16 de Dezembro de 2018

Actual
Temp: 11º
Vento: W a 5 km/h
Precip: 2.3 mm
Chuva
Seg
T 10º
V 3 km/h
Ter
T 9º
V 8 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Onde vai passar o 'reveillon' este ano?
 
 
A Frase...

"A AECA existe há 27 anos e sempre valorizou o colectivo em detrimento do individual"

Carlos Brandão, presidente da associação empresarial, na cerimónia de aniversário

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 33 visitantes online