MAFALDA FERNANDES
 
A circunstância
 
OPINIÃO | Um momento histórico num país raramente é o que parece
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O pensador Ortega e Gasset disse: "Eu sou eu e a minha circunstância".
O conhecimento cabal do ser humano é uma coisa quase impossível por causa da circunstância que afecta a pessoa. Tirar conclusões acerca de alguém é fácil, se abstrairmos da circunstância que a condiciona e que tem que ver com muita e variada ciência, mas, em termos mais práticos que as humanidades, é o sector da justiça que mais apelo faz à circunstância no acto de julgar as pessoas que erram.
O pensamento do filósofo aplica-se também aos países, às nações. Uma nação é o que é e a sua circunstância. E aí as coisas complicam-se muito, na medida em que um dado momento histórico, num determinado país, raramente é o que parece. O que não se vê e não salta à vista e que é a circunstância, em 80 por cento da população, incluindo letrados, desconhece-se. Neste caso, a circunstância é a história, não a partir de determinados pontos de vista, que a falseiam, mas a partir de uma intenção de rigor e verdade na análise dos dados e dos factos históricos.
Depois, há o momento histórico. A cada momento histórico corresponde um tempo e uma determinada mentalidade. E até determinados objectivos. E isso torna a análise do facto histórico extremamente complexa e avessa à mediocridade dos pontos de vista.
No caso português, sabe-se que a guerra é sinónimo de sub-desenvolvimento. Mas este sub-desenvolvimento andou sempre associado a um clima de paz e é num clima de paz que se levam a efeito as acções de valor. É por isso que se faz recorrência ao "antigamente", como um tempo exemplar.
E esta recorrência fazem-na brancos e negros, até porque foram os negros quem mais sentiu na pele os efeitos da guerra prolongada. Que não haja dúvida, é o objectivo histórico de muito boa gente.
 
Arouca

Domingo, 16 de Dezembro de 2018

Actual
Temp: 10º
Vento: W a 5 km/h
Precip: 1.6 mm
Chuva
Seg
T 10º
V 3 km/h
Ter
T 9º
V 8 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Onde vai passar o 'reveillon' este ano?
 
 
A Frase...

"A AECA existe há 27 anos e sempre valorizou o colectivo em detrimento do individual"

Carlos Brandão, presidente da associação empresarial, na cerimónia de aniversário

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 29 visitantes online