PAULO MILER
 
Juntos por um ideal
 
OPINIÃO | Durante anos abstivemo-nos de promover o debate, de angariar os contributos que cada jovem pode ofertar
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Nos tempos que correm, urge, acima de tudo, falar do presente e do futuro da juventude portuguesa. É precisamente para servir esse propósito que se realizam os conselhos distritais, congressos e debates no cômputo das juventudes partidárias, numa aceção dedutiva de tudo o que envolve estas plataformas.
Mais do que embandeirar, há que estudar, debater, aprender; mais do que esgrimir a paixão sobejamente conhecida pela nossa organização política, há que esgrimir argumentos, reflexões ponderadas e instruídas; mais do que promover o convívio recreativo, há que impulsionar o debate profícuo sobre os temas fraturantes que marcam o nosso dia-a-dia, o quotidiano do jovem de Arouca, do distrito de Aveiro e do país.
Aquilo que move e cativa cada um de nós na mensagem de teor político que nos é transmitida é, precisamente, o seu conteúdo. Guiamo-nos por ideais e é isso que nos motiva a lutar por causas, movidos a convicções, em nome de movimentos, associações e, em consonância com o que me
faz dissertar neste espaço, uma juventude partidária, a JSD.
Porém, sem a força anímica da confiança no que sustenta as nossas convicções, naquilo que acreditamos ser o melhor para cada amigo, colega de faculdade, familiar, jovem com quem contactamos e nos inteiramos dos seus anseios e dificuldades, mas igualmente dos seus sonhos, ao longo do nosso trilho vivencial, sem isso, nada na política faz sentido! Por nada faz sentido pugnar sem que haja uma convicção entusiasmada e, sobretudo, inteirada, com know-how, naquilo em que firmemente acreditamos.
Falo-vos do verdadeiro ex-libris da JSD: a liberdade de pensamento qualificado, íntegro, diversificado mas confluente, projetando a "voz" dos jovens do nosso país.
As ideias movem o mundo, e na política apenas enveredam aqueles que, pelo mérito do seu percurso formativo e profissional, assim como pelo valor inquestionável dos seus ideais, se sentem dotados de confiança, aos seus olhos e aos dos seus representados, na estoica prossecução da defesa dos seus interesses, numa lógica de proximidade, de contacto direto com o cidadão comum.
Todavia, verificamos que, atualmente, o cenário não é de proximidade, mas sim de afastamento. Em particular, e porque é do nosso superior interesse referir, o afastamento entre os jovens e a política.
Ao longo dos últimos anos tentamos insistentemente procurar as soluções para este flagelo. Às causas procuramos frequentemente olhar, como responsáveis, para os nossos vizinhos, sem, no entanto, olharmos para o que se passa dentro da nossa própria casa. Isso fez com que nos tornássemos vítimas e ao mesmo tempo infratores nada inocentes desta problemática.
Durante anos preconizamos uma política de captação de jovens tendo como atrativo a mera camaradagem e o convívio fraterno entre amigos (apesar de ser algo que valorizo) ao invés da harmonização com a riqueza ideológica e a história que marcam a nossa juventude partidária.
Abstivemo-nos de promover o debate, de angariar os contributos que cada jovem, em função da sua vivência, pode ofertar.
Não acompanhamos a mutação social e o progresso, sobretudo no que respeita às questões sociais, uma temática que move e atrai cada vez mais jovens, deixando que outros nos ultrapassassem e se autointitulassem os "donos" das novas causas sociais.
Em matéria de empregabilidade juvenil, com o boom da tecnologia e modernização inerente, não fomos suficientemente dinâmicos na promoção da livre iniciativa, da capacidade de inovar, permitindo que se gerasse um clima de descontentamento e culpabilização de um Estado que, como sabemos, está cada vez mais frágil na resposta às preocupações dos jovens, obstaculizando, e não facilitando.
A estes fatores juntam-se, inevitavelmente, os últimos acontecimentos no panorama político nacional: a geringonça que, a reboque de um contexto económico mais favorável do que nunca, e com resultados que mais se assemelham a placebos sociais, vai, de cativação em cativação, "cativando" as aspirações da juventude mais qualificada desde 1974; o recente amontoado de alegados casos de corrupção envolvendo altas figuras de governos anteriores que vai delapidando progressivamente o muro da honradez em que, em tempos, a classe política se albergava.
Contudo, confio numa mudança de paradigma, tão em voga nestes dias. Confio numa JSD habilitada para ir de encontro ao que verdadeiramente importa promover, de forma a contribuir para a resolução dos problemas atuais com que nos deparamos.
Estou convicto numa JSD que não se iniba de lutar por uma menor carga fiscal nas empresas e nos jovens trabalhadores, por maior promoção do empreendedorismo e da livre iniciativa, por maior liberdade de escolha na educação, por mais e melhores cuidados de saúde, pela oposição a um Estado paternalista, pelo incentivo à defesa do atual regime laboral mais flexível e amigo da contratação, pela descentralização, tão importante para o nosso distrito, que não se consuma numa mera deslocalização!
A exemplo do que acontece no PSD, é nas dissidências que muitas vezes encontramos a receita para o sucesso. É a debater que encontramos as soluções mais inteiradas e esclarecidas. Adaptar para evoluir, renovar para construir. Acredito convictamente que a JSD, tendo como precursora a Margarida Balseiro Lopes e com os contributos frutíferos da candidatura do André Neves, sairá rejuvenescida e pronta a enfrentar os desafios vindouros da atual juventude portuguesa.
 
Arouca

Segunda, 24 de Setembro de 2018

Actual
Temp: 30º
Vento: ESE a 5 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Ter
T 28º
V 5 km/h
Qua
T 28º
V 2 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Com a proposta do governo de reverter as agregações das freguesias, as uniões feitas no concelho de Arouca devem...
 
 
A Frase...

"Pretendemos manter as dinâmicas de trabalho, participar em projectos e proporcionar aos alunos um ensino de qualidade"

Adília Cruz, directora do AE Arouca, em declarações ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 46 visitantes online