MAFALDA FERNANDES
 
As árvores ornamentais
 
OPINIÃO | Atestam as diferentes épocas, umas mais remotas, outras menos
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Desde há uns tempos que os presidentes dos municípios têm a preocupação de dotar as ruas e as avenidas das localidades que gerem com árvores e arbustos ornamentais, na medida em que florescem na altura própria. Isto, porque, se falarmos de espécimens de grande porte e já de espécie florestal, como é o caso dos sobreiros da praça da antiga vila de Cabeçais, ou grandes plátanos, e nós dizemos plátanos, mas os arquitectos paisagistas não, também da mesma localidade, atestam uns e outros as diferentes épocas, umas mais remotas, outras menos, em que os edis tiveram essa notável preocupação.
Na Praça de Cabeçais existe outra raridade de grandes árvores, que, nesta altura, começam a ficar recamadas de grandes flores brancas e rosa e que são os castanheiros da Índia.
São vários e robustos e há ainda alguns novinhos que substituem os grandes que secaram. De lembrar que, no oriente, também existe um pássaro que se alimenta do pólen das flores do castanheiro da Índia e que se denomina drave. Tal e qual como o lugarejo que fica nas serranias de Arouca e ao qual só se chega a pé. Falta-nos o Dr. Almeida Fernandes para fazer a explicação do topónimo Drave e a sua ligação ao pássaro indiano. É de crer, como dizem os ornitólogos, que o passarito indiano, que é o drave, goste de vir até Arouca.
O Dr. Armando Zola dotou as ruas e as avenidas da vila de magnólias e olaias e é uma delícia contemplá-las floridas. A olaia é uma árvore curiosa. Oriunda da Judeia, foi numa delas que se enforcou o apóstolo Judas, que entregou Cristo, e ficou por isso a chamar-se a árvore de Judas. A sua flor é delicada e de um belo tom rosa e partimos do princípio que ainda existem, na Casa de Alhavaite, uns tantos belíssimos exemplares. Também existiam três belos e frondosos exemplares no pátio do jardim do Liceu Nacional de Santa Isabel, no Porto, que se encontra completamente desertificado.
Nós crescemos com as árvores. E vivemos com elas. Quando as árvores desaparecem, também desaparecemos. Não há dúvida.
 
Arouca

Segunda, 16 de Julho de 2018

Actual
Temp: 16º
Vento: NNW a 2 km/h
Precip: 0 mm
Nublado
Ter
T 24º
V 2 km/h
Qua
T 21º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Concorda com a transformação urbanística/rodoviária na entrada poente da vila de Arouca?
 
 
A Frase...

"Passou mais de um ano desde a famosa promessa do Entroncamento, mas até ao momento a via Arouca-Feira continua parada"

Rui Vilar, presidente do PSD Arouca

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 33 visitantes online