TEIXEIRA COELHO
 
Procissão dos Fogaréus
 
OPINIÃO | Um peregrinar lento e silencioso, cadenciado por marchas de tonalidade dolente
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A Procissão dos Fogaréus é, em Arouca, uma demonstração de fé e cultura desde 1626. Foi iniciada, com a designação de Procissão dos Passos, pelo então provedor da Misericórdia o Pe. Diogo Dias. O seu itinerário cumpre-se desde a Capela da Misericórdia até ao Calvário, passando pelas Cruzes dos Passos, que já foram sete, mas que agora são apenas quatro: uma implantada junto à parede exterior da igreja do Mosteiro, outra na rua de Santo António, a terceira no Largo Ângelo Miranda e a última encostada à casa senhorial dos Malafaias.
Foi também este ano uma manifestação impressionante da religiosidade que desde tempos imemoriais junta gentes de Arouca na Quarta-Feira da Semana Santa. Impressionante, desde logo, pelo número dos participantes: apesar da ameaça de chuva, uma pequena multidão, numerosa e diversificada. Impressionante também pelo cenário do cortejo em que se destacavam, a par de estandartes alusivos a figuras bíblicas, os andores com o Crucificado e sua Mãe, transportados por equipas de resolutos colaboradores.
Pontuando a extensão do percurso, luminárias acesas nas janelas e varandas associavam os muitos assistentes à de fé dos que peregrinavam, irmanando a todos na expressão de idêntico fervor religioso. Contagiante a compunção sentida durante este percurso pelo casco histórico da vila de Arouca: um peregrinar lento e silencioso, cadenciado
por marchas de tonalidade dolente interpretadas pela Banda de Arouca, só interrompido, em estações distribuídas pelo percurso, pelo cântico de motetos litúrgicos latinos escolhidos a propósito e interpretados a preceito pela voz melodiosa de uma solista que convidava, no silêncio da noite, à interiorização da mensagem, assim aglutinando o sentir de todos e cada um.
A chegada ao Calvário, monumento natural de uma surpreendente beleza, na sua imponência rústica e granítica, maravilhosamente adequado para a memória dos Mistérios que para ali encaminharam os participantes em peregrinação, poderia ser e esperava-se que fosse momento de reflexão sobre o Acontecimento Pascal, fundante da fé dos cristãos, que naquela Semana se celebrava.
No percurso de regresso, um oportuno e bem significativo momento de paragem em frente do Lar da Santa Casa, em cujas janelas alguns residentes se associavam à passagem do cortejo de mãos postas e com velas acesas.
A Procissão dos Fogaréus foi, também este ano, uma intensa experiência da vida de cada um de nós, iluminada pelos Mistérios da Salvação que, de modos porventura diversos, todos, cristãos e homens de boa vontade, ali celebrámos. Afinal, o que é a vida para cada um de nós senão uma caminhada, através das peripécias da liberdade vivida no tempo, à procura do sentido que lhe aponte um percurso que conduza "à plenitude da alegria de Deus"?
A Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Arouca, a quem devemos a realização da Procissão dos Fogaréus, agradeceu, no RODA VIVA, "a todas as pessoas que na noite de 28 de Março nela tomaram parte ou que, de qualquer outro modo, contribuíram para abrilhantar tal evento".
Nós, por nossa parte, queremos sugerir a quem de direito que, no próximo ano, convide um pregador que, do alto do púlpito granítico do Calvário, saiba proporcionar-nos a todos, com competência e com dignidade, a meditação adequada dos Mistérios ali evocados em cenário e em representação tão sugestivos.
 
Arouca

Segunda, 24 de Setembro de 2018

Actual
Temp: 30º
Vento: ESE a 5 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Ter
T 28º
V 5 km/h
Qua
T 28º
V 2 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Com a proposta do governo de reverter as agregações das freguesias, as uniões feitas no concelho de Arouca devem...
 
 
A Frase...

"Pretendemos manter as dinâmicas de trabalho, participar em projectos e proporcionar aos alunos um ensino de qualidade"

Adília Cruz, directora do AE Arouca, em declarações ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 62 visitantes online