PEDRO QUARESMA
 
Ausência de gestão da floresta
 
OPINIÃO | Tenha atenção às operações ilegais, além da multa, poderá ter de repôr a situação inicial
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A ausência de gestão da floresta assume-se como um dos principais problemas da nossa floresta. Independentemente da espécie florestal, a gestão reveste-se de especial importância na organização espacial dos povoamentos, nomeadamente na relação dos diferentes tipos de combustíveis e na sua continuidade. A gestão também assume um papel preponderante na definição dos tempos certos para a execução das várias operações florestais. Por exemplo, uma adubação nunca deve ser feita no Inverno, mas sim na Primavera quando as raízes das árvores estão em plena actividade. Ou seja, estamos a tentar intervir no aumento da produtividade, mas o facto de o fazermos "fora da época", não tem o impacto desejado. O custo é o mesmo, mas os efeitos podem ser diferentes consoante o período em que é realizada.
Mas no que concerne à gestão, gerir o quê e para quê? Qualquer acto de gestão servirá para a obtenção de alguma "remuneração"? Quer essa gestão tenha algum foco mais comercial ou, por exemplo, de serviços de biodiversidade, os proprietários deveriam ser remunerados pelos vários produtos que produzem. Este pagamento pode potenciar e estimular as actividades de gestão, uma vez que existe a expectativa de pagamento desse esforço de gestão. Também não se entende, podendo ser também um estímulo para o aumento da gestão, a reticência em se avançar para uma fiscalidade mais amiga da floresta. Porque não são tidas em conta as despesas das actividades de gestão que os proprietários realizam ao longo dos anos na sua floresta? Porque são tidas em conta somente as receitas no ano em que se colhem os benefícios da sua gestão? Se queremos aumentar o nível de gestão das matas e reduzir a percentagem de terrenos abandonados, teremos de passar das palavras aos actos e tomar medidas que efectivamente motivem os proprietários e não lançarmos medidas desgarradas e que não solucionam qualquer problema, como é a caso da pretensiosa reforma da floresta.
Numa altura do ano em que se preparam as operações para a época de plantação do Outono, é conveniente relembrar que qualquer plantação, de qualquer espécie florestal, independentemente da sua dimensão, carece de autorização de plantação por parte do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas. Tenha atenção às operações ilegais na floresta, além da multa, poderá ter de repôr a situação inicial.
Tenha também em atenção que até final de Setembro estamos em período crítico, em que qualquer uso de fogo em espaços rurais é considerado ilegal, independentemente se possa estar a chover ou não. Abstenha-se de uma situação de risco, que pode originar ocorrências negligentes e provocar danos a terceiros.
Para melhorar a gestão e rentabilizar o seu eucaliptal não deixe de aparecer no dia 22 de Setembro, na Biblioteca Municipal de Arouca, às 9h00, em que os técnicos das empresas de celulose irão explicar e informar como obter maior produtividade das matas de eucalipto. A sessão é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória.

(texto publicado na edição impressa do RODA VIVA jornal de 2017.09.14)

 
Arouca

Quarta, 18 de Outubro de 2017

Actual
Temp: 12º
Vento: SW a 3 km/h
Precip: 0.1 mm
Chuva
Qui
T 16º
V 2 km/h
Sex
T 19º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Vai participar no "Festival da Castanha" que se realiza no final do mês em Arouca?
 
 
A Frase...

"O que tem sido feito pela CMA para aumentar o volume de visitas no Museu Municipal?"

Alda Portugal (PSD), na AM de Setembro

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 31 visitantes online