CÁTIA CARDOSO
 
Domingo no Parque
 
OPINIÃO | Viver a infância em Arouca é uma premissa para se ser feliz a vida toda
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Para comemorar a Semana Europeia de Geoparques, o Dia do Ambiente e o Dia da Criança, o Município de Arouca promoveu, no passado dia 4, o "Domingo no Parque". Este dia - este domingo - consistiu num conjunto de atividades direcionadas essencialmente para as crianças e relacionadas com ambiente, ciência, dança, cinema, arte e afins. O parque Municipal ficou assim repleto de insufláveis e ateliês. Fez-se jus ao dia da família.
As crianças pareceram agradadas com aquilo que lhes estava dedicado. Bem-dispostas e com vontade de experimentar todas as oficinas, com a curiosidade à flor da pele - ou não fossem mesmo... crianças.
"Perder" um domingo nisto, digo, não custa assim tanto. É que, no fundo, há que reconhecer que estes pequenos seres humanos - que tantas vezes chateiam e fazem birras e não se sabem comportar - que eles são o futuro. E há que ter esperança de que se a sociedade lhes der coisas boas, eles possam retribuir um dia. Também vamos, claro, acreditar que crianças felizes e dinâmicas serão adultos mais
felizes e dinâmicos.
Verdade seja dita que ser criança em Arouca é um privilégio. Viver na natureza no seu estado puro, poder saltar e correr na Freita, chapinhar no Paiva, poder respirar malmequeres e pomares todos os dias. Viver a infância em Arouca é uma premissa para se ser feliz a vida toda. É que por mais lugares para onde viajemos e por mais acolhedores que sejam, haverá sempre um pedaço de nós a pender para a vila. A querer subir ao alto da Senhora da Mó só para sentir o peito encher-se de ar e de orgulho, a querer cansar-se nos passadiços só para poder dizer "eu nasci aqui, eu sou daqui". Mesmo que não fiquemos em Arouca para sempre, Arouca ficará em nós para sempre, se aqui vivemos o nosso início de vida. E isso até pode ser cliché, mas acontece comigo todos os dias, e acredito que, um dia mais tarde, irá acontecer com algumas daquelas crianças que passaram o "Domingo no Parque".
É uma questão de educação também, ser criança. Essa deve partir de casa essencialmente. Mas quando
existe, é sublime. A rebeldia é controlável. A inteligência, a inocência e a felicidade pura não são. Um domingo no parque pode educar, ensinar e alegrar. Um domingo no parque pode muito bem ficar uma vida inteira guardado no cofre das boas recordações. Um domingo no parque, e eu assumo, que tive pena de mim mesma por já não ser criança. Ainda assim, valeu a pena cada minuto ali passado, e cada gargalhada proporcionada.
José Saramago, num dos seus belíssimos contos, escreveu que "as crianças estão sempre a nascer. Às vezes nascem de explosivas alegrias, de achados incríveis, de deslumbramentos únicos". Oxalá neste "Domingo no Parque" tenham nascido muitas crianças!
 
Arouca

Sábado, 22 de Julho de 2017

Actual
Temp: 22º
Vento: NNW a 6 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Dom
T 26º
V 3 km/h
Seg
T 24º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
O FCA vai ser um dos principais candidatos à subida à 1ª Liga na próxima época?
 
 
PUB.
A Frase...

"A 1 de Outubro os arouquenses vão eleger cerca de duzentos autarcas e não apenas o presidente da Câmara"

Francisco Gonçalves (CDU), durante apresentação da sua candidatura à CMA

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 38 visitantes online