PEDRO SOUSA
 
Vêm aí as autárquicas (II)
 
OPINIÃO | Cada evento traz um PSD a denegrir Arouca
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Queria evitar voltar ao tema da campanha do PSD em Arouca, mas a cada evento é uma novidade que me merece imensas reservas.
Cada evento traz um PSD a denegrir Arouca e muito do que se fez. Com já tive oportunidade de escrever, e já é a terceira vez, pode-se, obviamente, debater e/ou discordar de algumas ou muitas medidas dos elencos camarários dos últimos mandatos. Pode-se achar que a estratégia está errada, pode-se achar que se faria diferente, pode-se achar um conjunto de coisas.
Agora, passar a ideia de que Arouca é um concelho "coitadinho", sem investimento, sem emprego e cheio de gente pobre, é ultrapassar uma linha argumentativa que me parece muito censurável. E é isto que o PSD quer passar.
Num primeiro momento, foi vir gritar no espaço público que em Arouca o que houve foi esbanjamento de dinheiro e não investimento. Ora, qualquer avaliação objetiva dos orçamentos municipais desfaz esta leitura. Investimento na educação, nomeadamente nas escolas, foi esbanjamento? Forte apoio na área social, foi esbanjamento? Forte investimento em zonas industriais e respetivas infraestruturas, foi esbanjamento? Uma aposta forte, visível e reconhecida no Turismo, foi esbanjamento? Para 2017 prevê-se quase 7,5 milhões de euros nos diversos investimentos. Mas afinal, onde considera o PSD esbanjamento?
Todo o investimento foi bom e acertado? Eu diria que a sua enormíssima maioria sim, mas, obviamente, poderão existir visões diferentes. Fazer de uma Câmara Municipal, conhecida pelo rigor das contas, um género de central de desperdício de fundos, só é aceitável a alguém que fala sem conhecer a realidade.
A seguir o PSD trouxe a enorme mentira e enorme falsidade que foi dizer que "uma percentagem significativa da população arouquense está desempregada". Esta frase é tão sem sentido e tão absurda, que só pode ser usada por má fé ou por uma enorme ignorância sobre os dados do desemprego em Arouca. Não merece mais nenhum comentário.
Agora, na apresentação da coligação com o CDS, o candidato do PSD Arouca decidiu transmitir a imagem de um concelho de gente pobre e malnutrida. Refere o candidato do PSD que será a voz dos que passam fome e sofrem de solidão, e que Arouca não atraiu investimento e é um município onde há
pobreza extrema e analfabetismo.
Claro que em Arouca há pobreza e analfabetismo, isso pode-se dizer de qualquer município de Portugal. Mas é essa a marca do nosso concelho? É essa a imagem que queremos para o exterior? Conhecem sequer os números daquilo que dizem, ou o PSD Arouca decidiu criar uma realidade paralela do nosso concelho que lhe permite dizer umas frases feitas para tentar captar votos?
Saberá o candidato, que tanto gosta de visitar municípios vizinhos como se estes fossem um exemplo - ignorando que Arouca é exemplo em muita coisa - que, por exemplo, a Taxa Bruta de escolarização no ensino secundário é superior à de Oliveira de Azeméis ou de Vale de Cambra (municípios PSD e CDS)?
Prepara-se minimamente o PSD e sabe que a taxa de retenção e desistência no ensino básico em Arouca é menor que a média nacional? E que em Arouca há menos reprovações ou desistência do ensino que em Espinho, em Oliveira de Azeméis, em Santa Maria da Feira ou em Vale de Cambra?
E quanto à pobreza... claro que em Arouca há pobreza e os executivos de Artur Neves (e outros antes dele) procuram combatê-los. Mas sabe, por exemplo, o PSD Arouca qual o peso, por exemplo, dos Beneficiários do RSI em Arouca? É metade da média nacional. É suficiente? Não, claro que não, mas é um bom exemplo do que já se faz por cá.
Este tema da pobreza é, obviamente, sensível e fácil de servir de arma de arremesso. Mas quem se propões gerir tem de conhecer a realidade para além dos apertos de mãos e abraços. O candidato do PSD que foi, por exemplo, a Santa Maria da Feira trocar umas impressões sobre como gerir um município, terá conhecimento que em Santa Maria da Feira a percentagem de beneficiários do RSI é 50% acima da de Arouca?
Não se julgue pelo que escrevo que tudo está bem, ou que o PS Arouca está satisfeito com isto. Mas não posso aceitar que se retrate Arouca desta maneira tão negativa apenas porque a sede de chegar ao poder cega fazendo esquecer indicadores. Porque, quando se gere, é com base neles que se definem estratégias e se apontam caminhos.
Por isso, como vêm aí as eleições, desconfie dos profetas da desgraça, que por um lado elogiam Arouca, mas por outro defendem um género de "quanto pior melhor" para chegar ao poder. Pois quando pior fizerem parecer Arouca, mais fácil é ditar umas frases feitas e conquistar votos. Agora, os arouquenses conhecem bem o desenvolvimento que tivemos, mesmo que outros queiram fazer de conta que não.
 
Arouca

Quarta, 20 de Setembro de 2017

Actual
Temp: 14º
Vento: N a 2 km/h
Precip: 0 mm
Pouco Nublado
Qui
T 19º
V 5 km/h
Sex
T 22º
V 0 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Na sua opinião, qual a marca mais genuína da tradição da Feira das Colheitas, que este ano celebra a edição 73?
 
 
A Frase...

"Hoje somos um concelho pujante, dinâmico e atractivo"

Margarida Belém (candidata do PS à Câmara), em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 52 visitantes online