ELÍSIO AZEVEDO
 
Eleições
 
OPINIÃO | A grande surpresa seria a apresentação de uma candidatura independente | TEXTO COM MAIS DE 700 VISUALIZAÇÕES
 
As próximas eleições autárquicas assumem especial importância para os partidos que sustentam este governo e, de igual modo, para aqueles que se lhe opõem e em especial para o PSD, que tendo ganho as últimas legislativas, foi afastado do poder por uma coligação inesperada.
Daí que, e ainda mesmo antes de fixada a data do acto eleitoral, se assista a uma inusitada agitação partidária e já sejam conhecidos muito dos candidatos às próximas eleições de que a estabilidade e o futuro deste governo em alguma medida dependem - uma vitória dos partidos que o sustentam fortaleceria a sua legitimidade e os dirigentes que se lhe opõem veriam significativamente limitadas as suas perspectivas políticas.
Sendo assim em relação aos partidos da oposição, também existem perigos e dúvidas em relação aos partidos que sustentam o governo - uma vitória expressiva do PS teria consequências devastadoras no acordo estabelecido com o BE e o PCP e o contrário, uma vitória destes dois partidos em prejuízo do PS, enfraqueceria de tal modo o partido que governa que é difícil prever as consequências daí resultantes.
Sejam quais forem os resultados, estas eleições autárquicas revestem-se de particular importância
e significado e podem ter consequências políticas que nenhumas outras antes delas tiveram.
Acresce a tudo isto a incerteza sobre a eventual intervenção do Presidente da República na campanha, na tentativa de garantir a estabilidade política, que tem sido, desde o início do seu mandato, uma das suas grandes preocupações.
É perante todas estas incertezas e suas consequências que as próximas eleições autárquicas assumem particular importância para o partido que governa e os que o apoiam, para o PSD que ganhou as últimas legislativas mas foi afastado do poder por um imprevisível acordo entre os partidos de esquerda e para o CDS que procura manter e afirmar a sua própria autonomia.
É evidente que as eleições autárquicas se revestem de particulares especificidades. Desde logo porque existe uma maior proximidade entre eleitos e eleitores - o perfil dos candidatos às juntas de freguesia, câmaras municipais e assembleias municipais é, na grande maioria dos casos, conhecido dos eleitores com quem mantêm uma convivência que em eleições legislativas não se verifica; depois porque são eles quem melhor conhece e vive os problemas do seu eleitorado, mesmo sabendo-se que uma percentagem ainda significativa continue a votar de acordo com as suas convicções político-partidárias.
Para além de tudo isso, acresce ainda a previsível, desejada e necessária aprovação de um novo enquadramento legal do poder autárquico, com a transferência e reforço das suas competências, acompanhado que seja e necessariamente dos recursos financeiros correspondentes para que os futuros autarcas não continuem tão dependentes dos favores do Estado ou da cor política dos governos em exercício.
Tudo isto faz com que as próximas eleições autárquicas assumam uma importância incomum e os seus resultados e consequências sejam imprevisíveis.
Quanto a Arouca, onde já existem candidatos oficiais e muitos outros "assumidos", a grande surpresa, ainda que pouco provável nas actuais circunstâncias, seria a apresentação de uma candidatura independente, já que, quanto aos temas e promessas que vão dominar a campanha, serão os mesmos de sempre, com a conclusão da Variante em primeiro lugar.
A verdade é que, para além desta infra-estrutura desejada e necessária e que há tantos anos se arrasta sem solução, muitos outros constrangimentos se perfilam e exigem empenho e engenho dos futuros autarcas para que as novas gerações encontrem na sua terra condições de futuro e o desenvolvimento económico do concelho corresponda a todas as suas potencialidades.
Não compete aos futuros autarcas fundar empresas e criar postos de trabalho, mas deve ser um dos seus objectivos essenciais a criação de condições para atrair investimentos e rasgar novos horizontes de desenvolvimento e bem estar social da sua população.


Comentários
 
 
Arouca

Quinta, 22 de Junho de 2017

Actual
Temp: 16º
Vento: NNW a 2 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Sex
T 23º
V 3 km/h
Sáb
T 23º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Além dos candidatos (PS, PSD-CDS e CDU) às eleições autárquicas já apresentados, acredita que ainda podem surgir outros?
 
 
A Frase...

"O meu partido é e será sempre Arouca"

Fernando Mendes, durante a cerimónia de formalização da coligação entre o PSD e o CDS-PP

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 31 visitantes online