PRIMEIRA LIGA
 
FC Arouca 2-2 V. Guimarães
 
Quaresma fez o golo da tarde
Erro fatal depois da hora retira a vitória. Bukia e Quaresma marcaram para o FCA
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
7ª jornada - 18 de Setembro 2022
Jogo no Estádio Municipal de Arouca.
Árbitro - Fábio Veríssimo (AF Leiria), auxiliado por Pedro Martins e Paulo Soares.
VAR - Nuno Almeida (AF Algarve)
Espectadores: 2376

FC Arouca - Zubas; Tiago Esgaio, João Basso, Galovic e Quaresma (Milovanov, 82); Moses, David Simão (Sylla, 73) e Alan Ruiz; Vitinha (Antony, 53), Bukia (Arsénio, 53) e Mújica (Bruno Marques, 73).
Suplentes não utilizados: Arruabarrena, Rafael Fernandes, Busquets, Pedro Moreira.
Treinador: Armando Evangelista

V. Guimarães - Bruno Varela; Mikel, Amaro (Safira, 72) e Zé Carlos (Jota, 65); Ibrahima Bamba, Hélder Sá (Johnston, 45), Tiago Silva (Janvier, 66) e André André; Lameiras, Nélson da Luz (Antoñin, 74) e Anderson.
Suplentes não utilizados: Antal, Afonso, Dani Silva, Tounkara.
Treinador: Moreno

Ao intervalo: 1-0
Marcador: 1-0 (Bukia, 33); 1-1 (Anderson, 57); 2-1 (Quaresma, 70); 2-2 (Lameiras, 90+9).


Empate foi castigo que a exibição do Arouca não merecia

Jogo grande em Arouca e com boa assistência. Começou com mais posse de bola a equipa vitoriana, que nos primeiros 15 minutos ensaiou três remates à baliza, mas sem especial perigo. O Arouca respondeu aos 19' com um remate poderoso de Tiago Esgaio que proporcionou uma grande defesa a Varela. Apoiada insistentemente por um milhar de adeptos, o Vitória manteve o registo que a boa organização arouquense foi neutralizando, acrescentando ainda alguns contra-ataques. Com as novidades Galovic, Moses e Vitinha no onze inicial, o Arouca ia jogando mais recuado e aos 28' foi a vez de Zubas opor os punhos ao tiro de Anderson. Não deu golo... deu logo a seguir, mas para as cores arouquenses. Bukia correu da ala direita para a zona central para fazer estragos. Após combinação inteligente com Mújica, rematou de fora da área para golo, facilitado pela deficiente abordagem do guardião Varela. Superioridade no marcador que se manteve até o intervalo.

Erro fatal depois da hora retira a vitória

A segunda parte começou com alterações para as duas equipas, mas foi Mújica, aos 56', a perder frente à baliza o segundo golo que poria o Arouca mais próximo da vitória. Na resposta, uma hesitação de Basso facilitou a Anderson o remate para o empate a uma bola. O Arouca reagiu muito bem e criou duas oportunidades para voltar à vantagem, com Mújica e Basso em acção. O jogo estava partido e Quaresma resolveu arrancar para a perto da área e rematar em diagonal para o 2-1, muito celebrado nas bancadas. Armando Evangelista foi refrescando toda a linha ofensiva e, pouco depois, foi Antony a ligar o turbo e a isolar-se, mas a não conseguir matar o jogo. Perdia o Arouca as oportunidades, até que aos 88' o recém-entrado Jota restabelecia o empate a 2-2 num remate cruzado, mas o VAR verificou o lance irregular. O jogo estava emotivo e a terminar. Aos 90+9, Fábio Veríssimo assinala penálti em lance faltoso e escusado de Zubas sobre Safira, bandeja que Lameiras converteu no empate a dois. Repetia-se o resultado da época anterior. Um empate que foi castigo pesado para a boa exibição geral do Arouca. 2022-09-18 MMS (fotos: Avelino Vieira)


SALA DE IMPRENSA >>>

Armando Evangelista (treinador do FC Arouca): «O jogo acaba por ser equilibrado em muitos parâmetros. O que acaba por trazer apenas um ponto para o Arouca foram erros não forçados da nossa parte. Tivemos seis oportunidades para finalizar e ganhar o jogo. Fazer dois golos ao Vitória - que não é uma equipa qualquer - e criar tantas oportunidades é significativo. Tivemos essa capacidade, sem retirar mérito ao Vitória, que também nos obrigou a baixar linhas e a estarmos concentrados.»

Moreno (treinador do V. Guimarães): «Foi um jogo emotivo, mas em algumas partes mal jogado. Os nossos jogadores jogaram mais na emoção do que na qualidade, mas tenho que valorizar a sua entrega. Tivemos fase de falta de agressividade e também desequilibramos a equipa, que proporcionou ao Arouca criar oportunidades. Tivemos aí alguma felicidade, pelo que este jogo é um ponto ganho. Também temos de dar mérito à equipa adversária.»


LIGA BWIN
7ª jornada

Portimonense 1-0 Chaves
Santa Clara 1-1 Paços de Ferreira
Gil Vicente 2-2 Rio Ave
Estoril 1-1 FC Porto
Boavista 2-1 Sporting
FC Arouca 2-2 V. Guimarães
Benfica - Marítimo (18h00)
Casa Pia - Famalicão (18h00)
SC Braga - Vizela (20h30)

PRÓXIMOS JOGOS FCA
Paragem, 25 Setembro
(Selecções AA e Sub-21)
8ª jornada, domingo, 2 Outubro
Paços de Ferreira - FCA (18h00)
9ª jornada, 2ª feira, 10 Outubro
FCA - Famalicão (20h15)
Taça de Portugal, domingo, 16 Outubro
(3ª eliminatória, já com equipas da Liga)
10ª jornada, domingo, 23 Outubro
Marítimo - FCA (15h30)
11ª jornada, sábado, 29 Outubro
FCA - Sporting (20h30)

 
Arouca

Sábado, 24 de Setembro de 2022

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"A maior casa monástica era a de Arouca, para onde se deslocavam inúmeras jovens da alta linhagem do reino"

Helena Cruz Coelho, na apresentação do Diplomatário do Mosteiro de Arouca

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 68 visitantes online