FUTEBOL PROFISSIONAL
 
FCA afastado da Taça da Liga
 
João Amorim
Derrota caseira ante o Paços de Ferreira (1-2) teve sabor a injustiça. Cícero carimbou o golo arouquense
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
TAÇA DA LIGA CTT
FC AROUCA 1-2 P. FERREIRA

2.ª Fase - 30 Julho 2017
Jogo no Estádio Municipal de Arouca - Espectadores: 1145
Árbitro - Carlos Espadinha (AF Portalegre), auxiliado por Ricardo Luz e José Luzia.

FC Arouca - Bracali; João Amorim, Jubal, Deyvison e Vitor Costa; Nuno Coelho, André Santos (Nuno Valente, 78') e Palocevic; Adílio (Sancidino, 65'), Kuca (Bertaccini, 85') e Cícero.
Suplentes não utilizados: Igor, Benny, Bruno Alves e Bruno Lopes.
Treinador: Jorge Costa

Paços de Ferreira - Mário Felgueiras; Bruno Santos, Ricardo, Marco Baixinho e Filipe Ferreira; André Leão, Andrezinho (Pedrinho, 45') e Vasco Rocha; Diego Medeiros (Gian, 87'), Bruno Moreira e António Xavier (Barnes, 75').
Suplentes não utilizados: Defendi, Miguel Vieira, Mabil e Luís Phellype.
Treinador: Vasco Seabra

Ao intervalo: 1-0
Marcador: 1-0 (Cícero, 6'); 1-1 (António Xavier, 52'); 1-2 (Diego Medeiros, 76').

FCA traído pela falta de finalização

Tivesse o FC Arouca a finalização afinada e a curta história na Taça da Liga teria sido outra. Foi a "traição" a si próprio, que o seu futebol não merecia, sobretudo numa primeira parte de boa qualidade que manietou completamente a equipa de Paços de Ferreira. Compreensivelmente, ainda em construção, as duas equipas jogavam o possível em fase precoce da época, mas do Arouca veio boa imagem para o futuro e, à falta de concretização dos arouquenses respondeu a formação pacense com uma eficácia letal que virou desvantagem em que Cícero a deixara logo aos 6'. Bom começo do onze de Jorge Costa, homogéneo, intenso no controlo do jogo e a poder matar o resultado, mas Adílio, de cabeça, aos 34', e André Santos, em serviço de bandeja de Palocevic, aos 44', a atirar para fora os dois a zero. O Paços de Ferreira mostrava-se desconfortável ao não conseguir sair na construção a partir de zonas mais recuadas e até ao intervalo não incomodou Bracali, excepto num livre ao minuto um, para um cabeceamento de Marco Baixinho que tocou o poste com intervenção do guardião arouquense. O Arouca deixava claro ar de I Liga, com o estilo tecnicista do sérvio Palocevic a pôr o jogo a andar até se tornar o melhor jogador em campo, bom nível exibicional equiparado à raça do central Deyvison sobre os avançados pacenses. Paços de Ferreira entrara em défice e regressou mais desenvolto para a segunda parte. Acabou por equilibrar o jogo e António Xavier (52') resolveu à bomba de fora da área parte dos problemas dos castores. O Arouca reagiu bem e antes do primeiro quarto de hora teve no brasileiro ex-S. Martinho, Adílio, duas soberanas ocasiões de voltar à vantagem, aos 56' na cara de Mário Felgueiras e, aos 60', ao falhar o cabeceamento. A partir daqui o FC Arouca foi perdendo frescura e Paços cresceu sob a batuta do médio Pedrinho, que aos 76' desencadeou grande jogada de combinação que terminou na assistência para o brasileiro Diego Medeiros festejar a reviravolta. O Municipal de Arouca sentia a "moral do jogo" alterada. Foi já no tempo de compensação que um livre de Vitor Costa levou a bola a raspar no travessão, negando o que seria um justo levar a eliminatória para o desempate por penáltis. Arbitragem inconstante.  Manuel Matos de Sousa 2017-07-30 - fotos: Avelino Vieira (direitos reservados)

TAÇA DA LIGA CTT
2.ª FASE (30 Julho)
Belenenses 0-1 Real SC
Oliveirense 2-1 Santa Clara
FC Arouca 1-2 P. Ferreira
U. Madeira 2-1 Gil Vicente
Moreirense 1-0 Aves
V. Setúbal 1-0 Tondela
Marítimo - Estoril (01/09)
Rio Ave - Cova da Piedade (02/09)
Portimonense - Chaves (03/09)
Boavista - Sp. Braga (03/09)
Isentos: Leixões e Feirense
(avançam directamente para a fase de grupos)

 
Arouca

Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Actual
Temp: 10º
Vento: NNE a 2 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Ter
T 15º
V 2 km/h
Qua
T 13º
V 2 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Nas compras natalícias deste ano, pensa gastar...
 
 
A Frase...

"Temos levado o nome da nossa instituição cada vez mais longe"

Jorge Aido, presiente da Banda Musical de Figueiredo, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 36 visitantes online