ASSOCIATIVISMO
 
Processo eleitoral no FCA começa sexta-feira
 
Tomada de posse da direcção em 2014
Assembleia Geral vai aprovar o regulamento para organizar o escrutínio | NOTÍCIA COM MAIS DE 2500 VISUALIZAÇÕES
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Concluído o 5º mandato de Carlos Pinho na presidência da direcção do FC Arouca, o clube já se mobiliza para o acto eleitoral que deverá determinar a constituição dos futuros órgãos sociais (Assembleia Geral, Direcção e Conselho Fiscal) para o triénio 2017/2018, 2018/2019 e 2019/2020, conforme estipulado nos novos Estatutos do FC Arouca, aprovados em Maio de 2014. Por forma a dar início ao processo eleitoral, o actual presidente da Mesa da Assembleia Geral, José Luís Silva, convocou para a próxima sexta-feira (dia 2 de Junho), no Estádio Municipal, às 21h00, uma Assembleia Geral Extraordinária para aprovação do regulamento eleitoral para a eleição dos corpos gerentes do FC Arouca, no qual se especificarão todos os trâmites estatutários relativos ao processo, incluindo a data de entrega de listas candidatas e a do dia do acto eleitoral.

Um palmarés difícil de igualar
Quatro mandatos de dois anos (conforme os estatutos anteriores) e um último de três anos (novos estatutos) perfazem um total de onze anos de Carlos Pinho na condução dos destinos do FC Arouca. Dez anos de sucesso marcaram de forma inesquecível a história do clube sob a direcção do empresário arouquense, eleito pela primeira vez em Junho de 2006. Iniciava-se aqui uma ascensão meteórica do FC Arouca, elevando-se em poucos anos da 1ª divisão distrital da AF Aveiro até à I Liga e à primeira presença na Liga Europa. Contra todas as previsões, e precisamente no último ano de mandato de Carlos Pinho, o FC Arouca teve a primeira descida de divisão (à II Liga), após quatro épocas no escalão maior do futebol português.

2006/2007
Subida à 3ª Divisão Nacional - Campeão da 1ª Divisão da AF Aveiro; finalista da Taça Distrito de Aveiro (FCA 0-1 Bustelo); vencedor da Supertaça da AF Aveiro (FCA 2-0 Bustelo);
2007/2008
Subida à 2ª Divisão Nacional - Campeão da Série C

2008/2009
Manutenção na 2ª Divisão Nacional
2009/2010
Subida à II Liga - vencedor da zona centro e Campeão Nacional da 2ª Divisão, após a poole do título com Moreirense e União da Madeira.

2010/2011
Manutenção na II Liga
2011/2012
Manutenção na II Liga

2012/2013
Subida à I Liga - 2º classificado da II Liga (1º Belenenses)
2013/2014
Manutenção na I Liga

2014/2015
Manutenção na I Liga
2015/2016
Manutenção na I Liga - 5º lugar e 1º apuramento para a Liga Europa (eliminação do Herácles e queda sofrida no play off ante o campeão grego Olympiacos).
2016/2017
Penúltimo lugar na I Liga - descida à II Liga

O arrelvamento do Campo Afonso Pinto de Magalhães e duas inéditas presenças de uma equipa juniores no Campeonato da 2ª Divisão Nacional foram outras novidades ocorridas na vigência da última direcção presidida por Carlos Pinho. Período também em que o apoio da autarquia presidida por Artur Neves foi determinante no apressar da remodelação do Estádio Municipal tendo em vista as exigências colocadas pelas competições profissionais.

Corpos Sociais 2014-2017
Em fim de mandato, os actuais corpos sociais que dirigiram o clube nos últimos três anos ficarão associados a um legado desportivo inolvidável que culminou na melhor classificação de sempre e na participação nas competições europeias e apenas manchado na época finda por uma tão inesperada como absurda despromoção.

Direcção
Presidente: Carlos Alberto Teixeira Pinho
Vice-presidente: António Jorge Teixeira
Vice-presidente: Manuel Brandão Duarte
Tesoureiro: Vitor Manuel Arouca Ferreira
1.º Secretário: António Alberto Brito Teixeira
2.º Secretário: Vitor Manuel Teixeira
Vogal: Alberto Luís Brito Teixeira
Vogal: Américo de Brito Ferreira
Vogal: Carlos Alberto Silva Ribeiro
Conselho Fiscal
Presidente: Joaquim Alexandre Oliveira Silva
Vice-presidente: José Luís Almeida Alves
Relator: Luís Carlos Brandão Almeida
Mesa Assembleia Geral
Presidente: José Luís Alves da Silva
Vice-presidente: José Américo Quaresma Pereira
Secretário: Artur Miguel Quaresma Miler


Eleições à porta
Com as eleições à porta, o FC Arouca terá agora de recompor-se do fim inglório que marcou a temporada desportiva da equipa principal e reajustar-se em diversas vertentes, tanto de índole financeira, como técnica e comunicacional. Carlos Pinho - não obstante o apoio já declarado pelo filho e director desportivo Joel Pinho - mantém-se ainda reservado quanto à decisão de assumir uma nova candidatura. Não se conhecendo até à presente data outras movimentações, os próximos dias esclarecerão sobre o futuro do emblema arouquense, até porque a preparação da nova temporada no segundo escalão de futebol profissional não poderá ser retardada. Conhecendo-se a maior experiência, o espírito permanentemente empreendedor e destemido do actual presidente, uma nova recandidatura, a acontecer, estaria apontada à luta pela reconquista do lugar perdido no patamar maior do futebol nacional. Carlos Pinho tem recebido incentivos de diversos quadrantes, mas a situação do clube ficará pendente até que o último dia de apresentação de candidaturas traga luz efectiva sobre o assunto. 2017-05-30 Manuel Matos Sousa

 
Arouca

Terça, 17 de Outubro de 2017

Actual
Temp: 15º
Vento: W a 3 km/h
Precip: 5.0 mm
Chuvas Fortes
Qua
T 14º
V 2 km/h
Qui
T 15º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Vai participar no "Festival da Castanha" que se realiza no final do mês em Arouca?
 
 
A Frase...

"Espero que o Agrupamento de Escolas de Arouca continue a ser referência nacional pelo seu trabalho"

Adilia Cruz, directora do AEA, em entrevista ao RV, na abertura do ano escolar

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 37 visitantes online