SOCIEDADE
 
Cabeleireiro e massagista: as paixões de António Correia
 
Prestes a completar 70 anos de vida, montou salão há trinta
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Personagem conhecida da vila de Arouca, de onde é natural, está prestes a completar 70 anos de vida, dedicada às suas duas grandes paixões: cabeleireiro e massagista.
Casado, dois filhos e uma neta, António Correia assume-se como um arouquense de gema, apaixonado pela terra que o viu nascer.
Filho de agricultores, estudou até à antiga quarta classe, sorte idêntica à grande maioria dos petizes que nasceram durante o Estado Novo. Terminados os estudos primários, foi «aprender uma arte», como era normal no período salazarista. O irmão Manuel foi para sapateiro e António para barbeiro.
«Fui aprender a arte de barbeiro para o Salão Arouquense, do senhor João Veiga, onde lá trabalhavam o Artur Moura, o Zé Luís Rocha e o Adriano Correia», recorda António.
«Adoro a minha profissão, procuro sempre actualizar-me e fico muito orgulhoso de ter clientes de quatro gerações da mesma família», sublinhou.
Em 1991, decidiu estabelecer-se por conta própria em sociedade com o seu grande amigo e cunhado, o falecido Adriano Correia: «abrimos o Salão Moderno (completou 30 anos no dia 8 de Fevereiro) aqui junto à Praça Brandão Vasconcelos, e foi uma aposta ganha; sempre procuramos trabalhar com qualidade e ir ao encontro dos gostos dos nossos clientes, aos quais agradeço a preferência ao longos dos anos».
Paralelamente à sua actividade profissional, António Correia foi ainda durante várias décadas massagista do Futebol Clube de Arouca, quando o clube militava nos campeonatos distritais. «Fui convidado pelo saudoso António Júlio para substituir outro grande arouquense também já falecido, David Vasconcelos, que era o massagista do clube na altura», puxa pela memória. «Como tinha tirado a especialidade de enfermeiro na tropa, e sabendo disso, António Júlio fez-me o convite e fiquei muito honrado», afirmou
Correia.
«Pelas minhas mãos e cuidados passaram centenas de atletas do clube ao longo de trinta anos. Vivia muito intensamente os jogos e a vida do clube. Eram outros tempos, de grande bairrismo e amor à camisola», enalteceu. Para além do "Arouca" foi ainda massagista durante uma época do Vila Viçosa. «Olhando para trás, sinto um enorme orgulho e saudade dos tempos que vivi no futebol e procuro incutir
no meu filho Ivo, que também é massagista, os valores do desporto que aprendi com muitos dirigentes, atletas e treinadores durante a minha carreira desportiva», finalizou com um brilho nos olhos. JCS 2021-10-30
 
Arouca

Domingo, 05 de Dezembro de 2021

Actual
Temp: 10º
Vento: NW a 8 km/h
Precip: 0.1 mm
Aguaceiros
Seg
T 13º
V 3 km/h
Ter
T 13º
V 6 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Quanto melhor conhecermos o território, maior capacidade teremos para o gerir, preservar e valorizar"

Margarida Belém, durante a inauguração do Balcão Único do Prédio (BUPi)

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 62 visitantes online