ASSOCIATIVISMO
 
TEA completa nono aniversário
 
A associação teatral desenhou um corolário de tudo o que foi feito ao longo de esta quase década
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O Teatro Experimental de Arouca festeja nove anos após a sua constituição no dia 2 de Fevereiro.
Num texto enviado à redacção do RODA VIVA, a associação teatral desenhou um corolário de tudo o que foi feito ao longo de esta quase década e de como tem sido lidar com as implicações directas e indirectas da actual pandemia.

"Numa pincelada...somos o TEA!
O TEA (Teatro Experimental de Arouca) nasceu a 2 de Fevereiro de 2012. Com uma perspetiva de interação, o TEA revela-se pela sua vertente mais física... menos palavras... mais histórias!
Havia espaço para esta nova performance teatral e o TEA foi dando forma e conteúdo às ideias que foram surgindo... e foram surgindovárias ideias e muitos projetos.
Cronologicamente, já começa a ser difícil enumerá-los a todos. E são todos especiais...
não há maiores, nem menores, há projetos diferentes, para públicos diferentes em contextos diferentes e, por isso, todos especiais!
Recordamos alguns daqueles, que terão sido dos mais mediáticos: ‘Lendas Vivas. Tradições Contadas - (O Volfrâmio)', numa co-produção do TEA e Teatro de Montemuro, a convite do Município; FARA - Festival de Artes de Rua de Arouca, em parceria com o município, que teve início em 2015, e tem trazido às ruas da vila emoção, sentimento, gargalhada e a qualidade de diversos grupos nacionais e internacionais; Desde 2016 que estreamos anualmente uma peça original, que envolve as gentes, os costumes, a natureza e toda a diversidade deste nosso Geoparque - "Vidas Por um Fio"; ‘Os Filhos da Profissão'; ‘A Dívida' e ‘Remédios e Santos'; Todas elas, depois da estreia, foram rodando quer nas freguesias do concelho, como em parcerias com coletividades de outros municípios, numa média entre 15 a 20 atuações anuais; As participações no Festival da Castanha, com a lenda de São Martinho; no Carnaval, onde arrecadámos o 1º prémio em 2017; na Feira das Colheitas; na Recriação Histórica;
no Mercado de Natal - são registos de uma memória coletiva, que muito nos apraz participar; Por dois anos consecutivos, 2018 e 2019, representámos o município na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) com ‘sketches' humorísticos de promoção do território.
Mais recentemente, estamos a trabalhar com a ADRIMAG no projeto ‘AroucaInclui', que pretende levar o teatro às freguesias mais recônditas do concelho, em apontamentos tão próprios e tão genuínos dos seus habitantes que estes se reverão em cada pormenor!
Também no âmbito do PNA - Plano Nacional de Artes - temos uma parceria com a Escola Secundária de Arouca, onde promovemos e suportamos uma formação com o professor Carlos Ferreira, campeão de Estátuas Vivas, que permite aos nossos alunos conhecer novas técnicas e encarar a arte nas suas mais diversas vertentes.
Participamos ainda, com 16 figurantes, na longa-metragem de Luís Ismael, ‘1618' - uma proposta de cinema nacional, que chegará às salas de cinema em 2021.
Uma história, que recua no tempo e tem como cenário de fundo o Porto e o Mosteiro de Arouca, entre outros pontos do norte do país. O trailer já saiu e promete! Para o TEA já valeu a pena a experiência interessante de bastidores, num projeto profissional.
A pandemia veio alterar os nossos planos - limitados por todas as contingências conhecidas, fomos marcando presença virtual em alguns momentos, que num contexto habitual seriam de festa rija! A Feira das Colheitas e o Festival da Castanha, onde criámos um apontamento original destes momentos
marcantes do nosso quotidiano e passámos nas redes sociais. Ainda nas redes sociais, participámos no filme, em três episódios, que o Câmara Municipal de Arouca desenvolveu a propósito da Recriação Histórica.
A nossa sede, em Chave, durante algum tempo também demonstrou a nossa vontade de contrariar o momento pandémico, que se tem vindo a arrastar, e colocámos quatro faixas coloridas, representativas das cores do município e do país numa união de forças para combater a situação. Cada um de nós... todos juntos!
Numa pincelada, somos TEA há quase nove anos... queremos prosseguir neste grande palco que é o nosso território. Um palco marcado por uma diversidade de coletividades, em vários domínios, que tão bem representam este espaço.
A terminar, permitam-me um aplauso para o público, extensivo a todos os dirigentes associativos e a todos quantos são o pulsar das associações, forças vivas concelhias, entidades, parceiros,
patrocinadores. Só com sinergias fortes e concertadas podemos ir todos mais longe em prol de objetivos comuns.
O futuro é agora e continuaremos empenhados em rir e fazer rir... em criar histórias, que envolvam as nossas gentes, os costumes, a natureza, a garra e a determinação de um povo, que é o nosso...que somos cada um de nós!". 2021-02-05

 
Arouca

Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Actual
Temp: 12º
Vento: SE a 3 km/h
Precip: 0 mm
Nublado
Dom
T 16º
V 3 km/h
Seg
T 14º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"A Academia Sénior de Arouca preocupa-se com todos, ninguém fica para trás"

Carlos Silva Sousa, presidente da ASARC, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 49 visitantes online