SOCIEDADE
 
Comércio local: Uma ronda em tempos de pandemia
 
Uma das imagens de promoção da iniciativa camarária ‘Onlocal’
O mundo parou em Março, retomou aos poucos em Maio e nada voltou a ser como até então
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Natal é sinónimo de azáfama na rua, "corre-corre" sem parar, compras, música e tudo isto ao mesmo tempo.
A pandemia por covid-19 que assolou o país e o mundo, veio mudar esta realidade, tida até então como certa. O mundo parou em Março, retomou aos poucos em Maio e nada voltou a ser como até então.
Numa época de maior consumo, o RODA VIVA saiu à rua para ouvir comerciantes e agentes locais, para perceber como estão a viver esta fase de retoma à actividade.
João Dias, tem 31 anos e é proprietário do Assembleia Bar & Restaurant. Em Março de 2020, este restaurante localizado no coração da vila de Arouca, fechou «ainda antes do da declaração do estado de emergência » por sentir uma quebra gradual no número de clientes nessas semanas e por considerarem que poderia não ser seguro manter o estabelecimento aberto.
Em Maio regressaram ao activo, num trabalho que João diz ser «dos mais seguros de todos, onde se cumprem todas as regras de higienização e desinfecção dos espaços». Este estabelecimento, que possui o selo Clean & Safe, autenticado pelo Turismo de Portugal, está neste momento com uma campanha de Natal, sob o mote "ofereça um voucher - refeição a uma pessoa especial" e, além de estar a funcionar em serviço de takeaway, é ainda um dos estabelecimentos aderentes à campanha "ON LOCAL" promovida pelo Município de Arouca.
Gracinda Almeida, da loja 8&80 contou ao RODA VIVA que embora se note alguma calmaria nas ruas da vila, «os arouquenses, por saberem que os comerciantes estão a precisar, estão a comprar no comércio local», aderindo às campanhas quer do Município de Arouca, quer da União de Freguesias de Arouca e Burgo, "Compre em Arouca". Gracinda confidencia que mais do que clientes, o comércio de proximidade tem amigos, «onde todos se conhecem». Além disso, afirma que os emigrantes também não se esquecem do pequeno comércio e que os vouchers de que dispõe são também uma das formas para facilitar a decisão dos clientes na hora da compra. Em jeito de sugestão, esta comerciante pede que não se pague o estacionamento, durante o período natalício, de forma a aumentar a comodidade dos clientes.
«Sentimos, desde Março, uma quebra que ronda os 30%». Quem o diz é António, proprietário da loja de Calçado SOPEL. Este comerciante conta que os fins-de-semana eram os dias em que mais vendiam e que a limitação de circulação veio fazer com que existisse essa quebra na altura natalícia. António conta que como os seus produtos não são bens de primeira necessidade, as limitações são maiores. Além disso, afirma que há menos pessoas a circular, quer locais, quer emigrantes. Remata dizendo que as campanhas promovidas pelas autarquias são uma mais-valia, embora conte que precisam de mais apoios directos destas.
Da freguesia de Urrô, Joaquim Vieira, proprietário da Padaria e Pastelaria Carocha, nunca encerrou portas desde que a pandemia se tornou uma realidade no país. A rondar os 50% está a quebra na venda de pão para os restaurantes do concelho. O decréscimo do número de clientes destes estabelecimentos fez com que a distribuição do pão fosse, também, atingida.
O Carocha, que comemora 18 anos no dia 20 de Dezembro, mantém, neste momento, um número de encomendas muito semelhante ao ano anterior. O Bolo Rei folhado de chocolate é o mais famoso da região, a par do tradicional, do rainha e do escangalhado que trazem os sabores de natal às mesas de Arouca e além dos limites territoriais.
Joaquim conta que a campanha "ON LOCAL", promovida pelo Municípios de Arouca «veio mostrar o que de bom se faz em Arouca, valorizando o trabalho de todos aqueles que, dia após dia, se empenham para gerir toda a situação atípica que se vive». Deixando, neste seguimento, uma palavra para os seus funcionários que, segundo ele, «são os melhores do mundo». AV

(reportagem publicada na edição impressa do RODA VIVA jornal de 2020.12.17)

 
Arouca

Quinta, 28 de Janeiro de 2021

Actual
Temp: 13º
Vento: SE a 2 km/h
Precip: 0.1 mm
Nevoeiro
Sex
T 14º
V 3 km/h
Sáb
T 11º
V 10 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Os arouquenses estão preocupados com o preço da água, tal como eu estou"

Margarida Belém, presidente da CMA, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 33 visitantes online