SOCIEDADE
 
Inquérito CMA: Mais de um terço dos empresários de Arouca recorreram ao 'lay-off'
 
Zona industrial de São Domingos (foto: CMA)
Estudo com o apoio da AECA junto de 108 profissionais e empresas do concelho revela ainda 80% de quebra nas vendas durante a pandemia
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A economia do concelho de Arouca regista uma quebra média de 80 por cento nas vendas e assinala que 35,2 por cento das empresas suspenderam contratos ou horários laborais. Estes são dados de um inquérito realizado pela Câmara Municipal (CMA), com o apoio da associação empresarial AECA, junto de 108 profissionais e micro e pequenas empresas do território, e que o jornal Diário de Aveiro publicou ontem na sua edição impressa, a partir da agência Lusa.
Refira-se, ainda, que 82,4 por cento dos entrevistados consideram insuficientes as medidas do Governo para fazer face à crise económica e laboral gerada pela pandemia de COVID-19, e que 64,8 por cento tem sentindo dificuldade em adquirir material de protecção para trabalhar com segurança sanitária.
Fonte da autarquia informou que as conclusões resultam de um trabalho de auscultação a diversos sectores: comércio, distribuição, serviços, reparações, agricultura, floresta, restauração, pastelaria, artesanato, turismo, transportes, construção, saúde e indústrias de calçado, metalomecânica, madeiras, colchoaria e serralharia.
"A maioria das respostas aponta para uma redução do volume de negócios superior a 80 por cento, nos meses de Abril e Maio, prevendo-se uma ligeira recuperação em Junho", precisou a autarquia.
A quebra nas vendas resultou de factores como a redução da procura, identificada em 66,7 por cento das respostas; o encerramento total ou parcial das empresas ou estabelecimentos devido ao estado de emergência, apontado por 65,7 por cento dos inquiridos; a suspensão ou cancelamento de encomendas, referidos em 54,5 por cento dos inquéritos; a interrupção das cadeias de abastecimento de matérias-primas, produtos e mercadorias, mencionada em 54,6 por cento; o incumprimento contratual por parte de fornecedores, clientes, bancos e outras entidades, citado em 19,4 por cento; e a interrupção das exportações, expressa em 12 por cento dos casos.
As dificuldades sentidas levaram empresas a recorrer ao lay-off (35,2 por cento), com 26,9 por cento dos inquiridos a optarem por novas moratórias para créditos. Assinale-se que 25 por centos dos auscultados pediram prorrogação de prazos para pagamento de impostos e outras obrigações fiscais, 11 por cento solicitaram incentivos financeiros extraordinários para normalização da actividade e 5,6 por cento acederam a linhas de crédito específicas para o sector do turismo.
Apesar da dificuldade em adquirir materiais de protecção, 87 por cento dos inquiridos adoptaram planos de contingência adequados à minimização do risco de contágio, enquanto 71,3 por cento dos empresários têm um plano específico "para proteger os seus trabalhadores, clientes e fornecedores quando forem levantadas as restrições impostas pelo Governo".
Em termos das medidas de prevenção adoptadas nas empresas e casas comerciais, 83,2 por cento dos inquiridos apostaram na higienização dos espaços, equipamentos, utensílios e superfícies; 78,9 por cento disponibilizaram a trabalhadores e clientes soluções anti-sépticas de base alcoólica em locais estratégicos; 77,9 por cento promoveram uma maior frequência de lavagem das mãos com água e sabão ou desinfectante; 67,4 por cento divulgaram pelos seus recursos humanos esclarecimentos sobre os planos de contingência; e 57,9 por cento incentivaram o uso de máscaras cirúrgicas para protecção respiratória.
Quase 90 por cento dos entrevistados manifestaram a convicção de que a implementação e manutenção das medidas de contenção pede o apoio da Câmara Municipal de Arouca. E a autarquia está "a analisar os resultados do inquérito para definir novas formas de intervenção", que virão complementar a distribuição de viseiras e máscaras por empresas e grupos mais vulneráveis da população, e a realização de sessões de esclarecimento, via internet, sobre as regras sanitárias impostas a cada sector os apoios económicos disponíveis para a retoma. AOS/RV 2020-05-14
 
Arouca

Domingo, 07 de Junho de 2020

Actual
Temp: 14º
Vento: W a 2 km/h
Precip: 0.1 mm
Nublado
Seg
T 19º
V 3 km/h
Ter
T 21º
V 0 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Ninguém, no governo actual, está a fazer um favor a Arouca mas sim a fazer-se justiça a um concelho, a um povo"

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, durante a consignação da estrada Escariz / A32

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 15 visitantes online