ASSOCIATIVISMO
 
Camilo Pereira disponível para «passar a pasta» depois de um «mandato espectacular»
 
Camilo Pereira falou ao RV
Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Chave
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Chega ao fim, este mês de Fevereiro, o mandato de Camilo Pereira à frente dos destinos da Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Chave. Tal como quando foi eleito e como quando completou um ano como presidente da ACRD, o dirigente falou de novo ao RODA VIVA sobre vários assuntos, desde logo, se pensa numa recandidatura.
«Vamos marcar uma reunião em breve para lançar as listas. Já estou por dentro da associação há 14 anos. Se houver alguém que apareça, eu dou o lugar porque já é muito tempo. Eu passo a pasta porque já me sinto cansado e vejo competência noutros membros da direcção para assumirem o próximo mandato. Para a ACRD Chave, eu estarei sempre disponível para o que for preciso», começou por dizer, revelando a sua vontade.
Quanto a matéria de balanço sobre o que foram estes dois anos de presidência, Camilo Pereira classifica
de «espectacular» o trabalho realizado e explica porquê. «A maior parte das actividades que vinham da direcção anterior, nós demos continuidade. Considero que este foi um mandato espectacular porque a questão não está em dar lucro ou não, mas, sim, no bem-estar das pessoas. Esta direcção integrou pessoas novas e, no início, foi um bocado difícil fazer-lhes perceber como é gerir uma associação destas.
Só quem anda cá metido sabe o que se passa aqui», conta.
Chamar a atenção dos jovens «é complicado», ainda que a ACRD Chave, dito pela boca do seu presidente, faça «actividades para todas as idades». Um dos objectivos do mandato que está prestes a findar era criar escalões de futebol para os mais novos que, assim, jogariam no Campo das Chãs, na Farrapa, terreno à responsabilidade da associação. Tal não se concretizou, mas não foi por falta de tentativas, garante Camilo Pereira.
«Ainda demos uma volta pela freguesia, contactámos a Junta e a Câmara Municipal, mas não temos capacidade financeira nem recolhemos os apoios suficientes para criar as infra-estruturas mínimas naquele que todos nós apelidamos de ‘Campo da Bola da Farrapa', nomeadamente a construção
de balneários. É certo que mais ou menos na altura em que eu fui eleito foram lá feitas limpezas e o campo foi renovado com a colaboração da Câmara Municipal, mas não deu para darmos o passo que queríamos. Também tivemos outras prioridades. Contudo, criar escolinhas de futebol ainda é um objectivo que está em perspectiva», salientou.
Mesmo que o presidente não faça questão de proceder à recandidatura, Camilo Pereira, que esteve em todos os momentos da história da ACRD Chave, tem mais do que legitimidade para falar sobre para onde deve caminhar a associação no futuro. O dirigente não tem dúvidas em apontar uma prioridade: fazer do pavilhão da antiga serração do Tojal, um espaço actualmente cedido por uma pessoa particular, propriedade da ACRD.
«Sem o pavilhão seria impossível realizarmos todas as actividades que realizamos. Aliás, eu cheguei à conclusão que nos faz mais falta o pavilhão do que o campo de futebol. Para além de todos os fins para os quais o usamos, o mesmo espaço é solicitado por outras associações e para outros eventos da freguesia. É por Chave que cá estamos e nunca dizemos não a ninguém. É um objectivo chegarmos a acordo com quem nos cedeu o espaço e adquirirmos o pavilhão. Ele enche sempre em qualquer actividade que organizámos. Até lhe dou um exemplo: a Margarida Belém esteve connosco na última
desfolhada e ficou admirada com tamanha enchente», concluiu.
Por agora, os preparativos para o Carnaval vão ocupar a direcção, sendo certo que, dentro das próximas
semanas, já saberemos se será um novo rosto a conduzir os destinos da ACRD Chave nos próximos dois anos. Ruben Tavares 2020-02-01
 
Arouca

Segunda, 17 de Fevereiro de 2020

Actual
Temp: 12º
Vento: NNW a 5 km/h
Precip: 0 mm
Muito Nublado
Ter
T 11º
V 3 km/h
Qua
T 13º
V 2 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"O facto de sermos uma Junta independente não nos tem facilitado em nada"

Adriano Francisco, presidente da JF Tropeço, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 35 visitantes online