SOCIEDADE
 
Quinze ‘caloiros’ em curso técnico superior em Arouca
 
A turma em aula no edifício da ESA
Arouca aposta na formação em Turismo (dois anos), em parceria com o Politécnico do Porto
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A aposta nos recursos de formação e promoção turística está em marcha no presente ano lectivo, através do Curso Técnico Superior Profissional de Turismo e Informação Turística que está a decorrer na Escola Secundária de Arouca. A ideia, que carecia de autorização do Ministério da Educação, já germinava há bastante tempo e foi concretizada em 1 de Julho, na celebração do protocolo que homologou o avanço da nova etapa escolar em Arouca.
Esta é a primeira oferta de índole universitária em Terras de Santa Mafalda. O curso, pós-secundário e de nível académico superior, tem a duração de dois anos e inclui uma componente de estágio em contexto empresarial.
O curso confere um Diploma de Técnico Superior Profissional correspondente a qualificação de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações e é frequentado por quinze alunos. A iniciativa de trazer para o território Arouca Geoparque - património certificado internacionalmente - resulta de uma parceria entre a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto (IPP), a Câmara Municipal de Arouca (CMA) e o Agrupamento de Escolas de Arouca (AEA), nessa altura representados por Flávio Ferreira, Margarida Belém e Adília Cruz. A dimensão teórico-prática desta formação profissional de grau superior é assegurada por um corpo docente especializado e cativou o interesse de formandos que concluíram o ensino secundário em cursos profissionais (entre os quais os de Técnico de Turismo e de Restauração) e de outros profissionais que laboram em áreas de oferta turística em Arouca. O curso decorre em regime diurno e toda a vertente científico-pedagógica, os conteúdos programáticos ministrados e o sistema de avaliação dos discentes estão em sintonia com os que são praticados na referida instituição do ensino superior. A componente financeira e logística para o funcionamento do curso está assegurada pelas entidades parceiras, sendo que o IPP assegura os encargos com o pessoal docente e administrativo, a CMA responde com comparticipação nos custos das deslocações do docentes e o AEA disponibiliza as instalações adequadas às necessidades da formação.
O curso visa multiplicar os recursos humanos nesta área de formação no território Geoparque e outros associados à vertente turística.
A conjugação de esforços entre a autarquia e as entidades parceiras permitiu que Arouca dispusesse desta oferta formativa de grau universitário capaz de satisfazer necessidades crescentes de capital humano cada vez mais preparado para dar resposta adequada à procura por parte de um público que busca novos níveis de qualidade e de exigência. À qualidade da oferta do património natural e cultural de Arouca, os promotores da primeira versão de ensino superior na localidade pretendem garantir a qualidade do serviço prestado pelos profissionais e operadores turísticos do Arouca Geoparque, num mercado cada vez competitivo e globalizado. MMS 2019-12-01
 
Arouca

Domingo, 08 de Dezembro de 2019

Actual
Temp: 14º
Vento: SSW a 2 km/h
Precip: 1.0 mm
Chuvas Fortes
Seg
T 14º
V 2 km/h
Ter
T 15º
V 0 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Os Passadiços do Paiva deram um impulso significativo à dinâmica turística do nosso Município e de toda a região"

Margarida Belém, após receber novo galardão a premiar os Passadiços nos 'óscares' do Turismo 2019

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 26 visitantes online