SOCIEDADE
 
Polícia Judiciária investiga ajuste directo da autarquia de Arouca
 
Contrato de adjudicação de "Pavimentação da estrada Chão de Ave a Provizende" feito quase três meses depois da obra concluída
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site

A Polícia Judiciária do Porto está a investigar o ajuste directo que a edilidade fez à empresa Carlos Pinho, Lda, referente à "Empreitada de pavimentação da estrada de Chão de Ave a Provizende - Troço Quintela/Chão de Ave", no valor de 42.627,50 euros, que tinha um prazo de execução de quinze dias.
O contrato da empreitada foi publicado no portal BASE no dia 15 de Dezembro de 2017, já durante a presidência de Margarida Belém. Contudo, a obra terá sido realizada em Setembro do mesmo ano, na véspera das eleições autárquicas, altura em que a autarquia arouquense era liderada por Artur Neves.
RODA VIVA sabe que os dois antigos presidentes das Juntas de Freguesia de Rossas e de Chave, José Paulo Oliveira e José Luís Fevereiro, respectivamente - a obra realizada passa pelas duas freguesias - foram ouvidos hoje da parte da manhã nas instalações da Polícia Judiciária do Porto sobre esta obra, que é da responsabilidade do município. RV 2019-10-25

 
Arouca

Sábado, 04 de Fevereiro de 2023

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Este projecto dá novas competências às pessoas que lá habitam a nível de alimentação, higiene e saúde"

Padre Luis Mário, em declarações ao RV, faz o balanço do "Bairros Saudáveis"

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | visitantes online