SOCIEDADE
 
Polícia Judiciária investiga ajuste directo da autarquia de Arouca
 
Contrato de adjudicação de "Pavimentação da estrada Chão de Ave a Provizende" feito quase três meses depois da obra concluída
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site

A Polícia Judiciária do Porto está a investigar o ajuste directo que a edilidade fez à empresa Carlos Pinho, Lda, referente à "Empreitada de pavimentação da estrada de Chão de Ave a Provizende - Troço Quintela/Chão de Ave", no valor de 42.627,50 euros, que tinha um prazo de execução de quinze dias.
O contrato da empreitada foi publicado no portal BASE no dia 15 de Dezembro de 2017, já durante a presidência de Margarida Belém. Contudo, a obra terá sido realizada em Setembro do mesmo ano, na véspera das eleições autárquicas, altura em que a autarquia arouquense era liderada por Artur Neves.
RODA VIVA sabe que os dois antigos presidentes das Juntas de Freguesia de Rossas e de Chave, José Paulo Oliveira e José Luís Fevereiro, respectivamente - a obra realizada passa pelas duas freguesias - foram ouvidos hoje da parte da manhã nas instalações da Polícia Judiciária do Porto sobre esta obra, que é da responsabilidade do município. RV 2019-10-25

 
Arouca

Terça, 29 de Setembro de 2020

Actual
Temp: 23º
Vento: ESE a 0 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Qua
T 20º
V 3 km/h
Qui
T 17º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"O município desinvestiu nos jovens"

Ricardo Martins, lider da Juventude Popular, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 62 visitantes online