SOCIEDADE
 
Sessão cultural ‘à moda de Fermedo’
 
Grupo Etnográfico de Danças e Cantares prepara a abertura de uma Casa que albergará a História do Ciclo do Linho na freguesia
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O Grupo Etnográfico de Danças e Cantares de Fermedo e Mato realizou, no passado dia 7 de Junho, na Casa da Cultura de Fermedo, em Cabeçais, um Serão Cultural, feito de quadros do viver do povo em tempos antigos e também dos cantares que animavam os dias e expressavam a alma das populações
rurais.
«Coisas simples», definiu Marina Perestrelo, dinamizadora cultural do colectivo, que vincou a importância deste tipo de evento que - sublinhou - permite «um encontro» com os fermedenses. Para mostrar que o Grupo Etnográfico «está vivo».
A responsável assinalou que o rancho mantém um elenco entre os 30 e 35 elementos e salientou que continua a ser um «espaço» onde se promove e debate «a cultura em geral», bem assim como manterá o empenho na promoção das tradições e da História de Fermedo.
Entidade gestora da Casa da Cultura, que inclui uma Biblioteca, um Salão Nobre, auditório e espaços exteriores, o Grupo Etnográfico de Danças e Cantares de Fermedo e Mato vai prosseguir com a realização de sessões evocativas dos tempos ancestrais, a próxima das quais, mais para o final
do mês, sobre as Papas que se comiam na terra.
No primeiro sábado de Agosto, levará a efeito mais uma edição do Arraial de Folclore, integrado no evento que juntará as associações locais.
Marina Perestrelo deixou a boa-nova de que, por essa altura, talvez já seja possível abrir as portas do próximo, e estratégico, projecto desta instituição: a inauguração de uma Casa que albergará, em
formato de exposição permanente, um acervo relacionado com a História do Ciclo do Linho em terras fermedenses.
«O linho foi uma das actividades agrícolas que mais marcou a nossa terra», sublinhou, com nota de que a mostra em preparação terá patentes utensílios, artigos e o mais que comprove o quanto este ciclo marcou gerações, no trabalho e no lazer, e a freguesia, em termos económicos e socio-culturais. «Sentimos a obrigação de transmitir este património», enfatizou a responsável. Alberto Oliveira e Silva 2019-06-30
 
Arouca

Segunda, 20 de Janeiro de 2020

Actual
Temp: 4º
Vento: NE a 5 km/h
Precip: 0 mm
Pouco Nublado
Ter
T 10º
V 6 km/h
Qua
T 10º
V 6 km/h
PUB.
PUB.
 
PUB.
 
A Frase...

"Sentimos que as pessoas se sentem felizes no CJS Arouca"

Pedro Pinto, presidente do Centro Juvenil, em declarações ao RV, durante a ceia de Natal da associação

PUB.
EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 11 visitantes online