SOCIEDADE
 
Sessão cultural ‘à moda de Fermedo’
 
Grupo Etnográfico de Danças e Cantares prepara a abertura de uma Casa que albergará a História do Ciclo do Linho na freguesia
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O Grupo Etnográfico de Danças e Cantares de Fermedo e Mato realizou, no passado dia 7 de Junho, na Casa da Cultura de Fermedo, em Cabeçais, um Serão Cultural, feito de quadros do viver do povo em tempos antigos e também dos cantares que animavam os dias e expressavam a alma das populações
rurais.
«Coisas simples», definiu Marina Perestrelo, dinamizadora cultural do colectivo, que vincou a importância deste tipo de evento que - sublinhou - permite «um encontro» com os fermedenses. Para mostrar que o Grupo Etnográfico «está vivo».
A responsável assinalou que o rancho mantém um elenco entre os 30 e 35 elementos e salientou que continua a ser um «espaço» onde se promove e debate «a cultura em geral», bem assim como manterá o empenho na promoção das tradições e da História de Fermedo.
Entidade gestora da Casa da Cultura, que inclui uma Biblioteca, um Salão Nobre, auditório e espaços exteriores, o Grupo Etnográfico de Danças e Cantares de Fermedo e Mato vai prosseguir com a realização de sessões evocativas dos tempos ancestrais, a próxima das quais, mais para o final
do mês, sobre as Papas que se comiam na terra.
No primeiro sábado de Agosto, levará a efeito mais uma edição do Arraial de Folclore, integrado no evento que juntará as associações locais.
Marina Perestrelo deixou a boa-nova de que, por essa altura, talvez já seja possível abrir as portas do próximo, e estratégico, projecto desta instituição: a inauguração de uma Casa que albergará, em
formato de exposição permanente, um acervo relacionado com a História do Ciclo do Linho em terras fermedenses.
«O linho foi uma das actividades agrícolas que mais marcou a nossa terra», sublinhou, com nota de que a mostra em preparação terá patentes utensílios, artigos e o mais que comprove o quanto este ciclo marcou gerações, no trabalho e no lazer, e a freguesia, em termos económicos e socio-culturais. «Sentimos a obrigação de transmitir este património», enfatizou a responsável. Alberto Oliveira e Silva 2019-06-30
 
Arouca

Terça, 16 de Julho de 2019

Actual
Temp: 17º
Vento: E a 2 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Qua
T 25º
V 3 km/h
Qui
T 25º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
A providência cautelar interposta pela Lista A às eleições do FCA vai ter como desfecho o...
 
 
A Frase...

"Mansores está em contra-ciclo, no próximo ano lectivo vamos abrir duas salas de ensino pré-escolar com quarenta crianças"

Jorge Oliveira, presidente da JF Mansores, em declarações ao RV

PUB.
EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 37 visitantes online