SOCIEDADE
 
Em Arouca: conferência sobre agricultura familiar
 
Será que só são rentáveis os modelos de maior dimensão económica? Debate e oficina promovidos pelo Círculo Cultura e Democracia
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O que se entende por "Agricultura familiar"? Será que só são rentáveis os modelos de maior dimensão económica, privilegiados pelas políticas agrícolas implementadas em Portugal depois da adesão à UE, ou a agricultura familiar também pode ser compatível com a modernização, mesmo no caso do minifúndio, como é realidade da nossa região? Como aproveitar a pluralidade dos sistemas agro-florestais existentes e ter as condições necessárias para a sua mobilização para o desenvolvimento? Em que medida a agricultura familiar pode contribuir para uma alimentação saudável e variada?
Para reflectir nestas questões que, certamente, dizem respeito à grande parte dos arouquenses, o Círculo Cultura e Democracia promove duas actividades:
-no dia 27 de Abril, às 21h00, uma conferência sobre "A agricultura familiar e as suas potencialidades de desenvolvimento", com os engenheiros agrónomos Agostinho de Carvalho e José Ramos Rocha, como oradores, e com moderação da engenheira Graça Almeida, da Cooperativa Agrícola de Arouca.
-no dia 28 de Abril, às 10h00, uma oficina sobre "Recolha, limpeza e conservação das sementes tradicionais", com José Miguel Fonseca, agricultor; a oficina pretende desafiar os participantes a ganhar autonomia em termos de alimentação, aprendendo a identificar, recolher e conservar as sementes locais, dominar o ciclo completo da planta, permitindo assim a sua manutenção em vez da sua substituição por variedades híbridas generalizadas, que não têm a mínima hipótese de dar retorno ano após ano.
A conferência realizar-se-á no auditório da Loja de Turismo de Arouca, às 21h00, e é de entrada livre. A oficina terá lugar no Museu Municipal (antigo mercado), às 10h00, com uma duração de cerca de duas horas, sendo aberta ao público, mediante inscrição prévia para: circulomaisdemocracia@gmail.com.

Breves notas sobre os convidados:
Agostinho de Carvalho, engenheiro agrónomo, professor jubilado, foi investigador do Centro de Estudos de Economia Agrária da Fundação Calouste Gulbenkian, conselheiro técnico principal da FAO e professor da Universidade do Algarve e do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz.
José Ramos Rocha, engenheiro agrónomo, foi, entre outros, chefe de Divisão e diretcor de Serviços do Gabinete de Planeamento do Ministério da Agricultura; geriu vários dos dossiês da adesão à CEE e foi vice-presidente do Instituto Regulador e Orientador dos Mercados Agrícolas. Actualmente é presidente honorário da WUWM (União Mundial dos Mercados Grossistas) e gestor de empresas.
José Miguel Fonseca, agricultor, foi cofundador da Associação "Colher para Semear", da qual foi dirigente até Março 2018. O objectivo principal da Associação é a recolha, preservação e catalogação das variedades tradicionais ainda existentes, de maneira a inverter a situação actual de contínua perda de biodiversidade genética agrícola. A "Colher para Semear" organizou em Arouca, em 2012, com grande sucesso, o "Ao Encontro da Semente". 2018-04-24

 
Arouca

Domingo, 19 de Agosto de 2018

Actual
Temp: 20º
Vento: ESE a 3 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Seg
T 30º
V 5 km/h
Ter
T 32º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Gosta do nome "508 Arouca" para a futura ponte suspensa sobre o rio Paiva?
 
 
A Frase...

"Na cor política já se sabe que Margarida Belém só olha para três freguesias e sabemos todos quais são..."

Fernando Ribeiro, presidente da JF Chave, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 40 visitantes online