SOCIEDADE
 
Trabalhadores do ‘Pingo Doce’ de Arouca recebem menos que colegas das grandes cidades
 
Loja em Arouca do grupo Jerónimo Martins
Para trabalho igual, vencimento diferente, denuncia sindicato
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Um funcionário do Pingo Doce de Arouca na categoria de operador especializado (topo de carreira de operador de loja) recebe 586 euros de vencimento base, um colega com a mesma qualificação, mas que trabalhe nas lojas do grupo nos distritos de Lisboa, Porto ou Setúbal, aufere mensalmente 627 euros.
Quem denuncia a situação «discriminatória» é o Sindicato do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP), delegação da Beira Litoral, que remeteu comunicado ao RODA VIVA dando conta de uma acção de protesto, no passado dia 25, na loja Pingo Doce de Espinho. Segundo a estrutura que representa os trabalhadores, «as empresas filiadas na APED, a associação das empresas de distribuição, têm duas tabelas salariais, A e B, que paga menos aos funcionários que não trabalhem nas lojas dos grandes centros, mas que fazem o mesmo serviço e têm igual carga horária dos colegas de Lisboa, Porto e Setúbal». A sindicalista contactada pelo RV, Cláudia Pereira, lembra que a luta vai continuar até acabar essa «injustiça», apesar do trabalho dificultado, «é que o presidente da APED é também o administrador do grupo Jerónimo Martins, que detém o Pingo Doce». RV 2017-09-29
 
Arouca

Quarta, 18 de Outubro de 2017

Actual
Temp: 12º
Vento: SW a 3 km/h
Precip: 0.1 mm
Chuva
Qui
T 16º
V 2 km/h
Sex
T 19º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Vai participar no "Festival da Castanha" que se realiza no final do mês em Arouca?
 
 
A Frase...

"O que tem sido feito pela CMA para aumentar o volume de visitas no Museu Municipal?"

Alda Portugal (PSD), na AM de Setembro

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 29 visitantes online