SOCIEDADE
 
Inauguração: Ministro garante «empenho» para concretizar o troço final da variante Arouca-A32
 
Pedro Nuno Santos, Margarida Belém e Emídio Sousa, presidente da Câmara de Santa Maria da Feira
Via rápida que liga Escariz ao nó de Pigeiros da auto-estrada abriu hoje
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Pedro Nuno Santos, o ministro das Infraestruturas e da Habitação, garantiu hoje «empenho» para, assim que seja possível garantir financiamento, lançar a terceira fase da chamada Via Estruturante de Arouca, que deverá ligar a vila aos grandes eixos rodoviários do litoral.
Na inauguração da estrada que liga Escariz e o seu Parque de Negócios, no ocidente do concelho, ao nó de Pigeiros (Santa Maria da Feira) da A32, o governante reafirmou a sua postura de falar verdade aos portugueses, apenas prometendo o que é possível cumprir. Para bem – disse – da democracia, num tempo em que as pessoas descreem dos políticos.
Com uma extensão de 7,1 quilómetros, a nova via representou um investimento de 30,4 milhões de euros, verba totalmente assegurada pelos Orçamento de Estado. 
A obra incluiu a adequação da Rotunda de Pigeiros e construção da Rotunda de Escariz, a criação de nove restabelecimentos, assegurando a ligação à rede viária existente, a edificação de uma ponte sobre o Rio Antuã com 96 metros de extensão, a construção de quatro viadutos (Vilarinho (574m), Monte Calvo (168m), Londral (168m) e Escariz (132m), a execução de obras de contenção do tipo parede pregada e terra armada, com extensões a variar entre os 21 e os 300 metros, iluminação pública, execução de Canal Técnico Rodoviário ao longo da via e a colocação de vedações e criação de caminhos paralelos.
Esta estrada garante «a melhoria das condições de segurança e a redução do tempo de viagem entre destinos», visando promover «o reforço da competitividade e condições para a criação e instalação de empresas na região, estimulando a criação de emprego e o aumento das exportações».
Em «dia feliz» para os arouquenses, Margarida Belém, a presidente da Câmara Municipal, vincou que a ligação inaugurada «não é o último troço» da desejada via estruturante. O troço inicial vai da vila aos limites da freguesia de Tropeço, faltando o troço “do meio”, que ligue Mansores a Escariz.
«Não é justo que tenhamos de esperar mais 16 anos», sublinhou a autarca, referindo-se ao tempo que demorou a ver nascer o troço Escariz-A32 e pedindo os bons ofícios de Pedro Nuno Santos para fazer com que a empresa “Infraestruturas de Portugal” arranque com o concurso para a empreitada final.
Da via estruturante, acentuou que «é mais que uma estrada: é o futuro!». Um futuro para o concelho «com qualidade, competitivo e inclusivo».
O ministro, natural de S. João da Madeira, considerou que edificar esta via é «Justiça» para os arouquenses, não poupando nos elogios: «gente de trabalho, resiliente e que não desiste». E que «não ficou à espera» de ter as melhores infraestruturas para se desenvolver.
Pedro Nuno Santos vincou que as necessidades são muitas pelo país, com nota de que o Governo apenas se deve «comprometer» com as obras que tenha «a certeza» de poder concretizar. Reafirmou que só pode prometer que se empenhará para que Arouca tenha o troço que falta. AOS/DA 2022-11-23
 
Arouca

Terça, 29 de Novembro de 2022

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Quero ser sepultado com a farda dos Bombeiros Voluntários de Arouca"

Arlindo Soares, primeiro instrutor dos BVA, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | visitantes online