FUTEBOL PROFISSIONAL
 
Taça da Liga: FCA 1-1 Feirense
 
Rafa Mújica
Golaço de Mújica não chegou para bater adversários atrevidos
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Taça da Liga
1ª jornada - 17 de Novembro 2022
Jogo no Estádio Municipal de Arouca.
Árbitro - Vitor Ferreira (AF Braga), auxiliado por Nelson Cunha e Nuno Manso.
VAR - Vasco Santos (AF Porto).
Espectadores: 821

FC Arouca - João Valido; Milovanov Tiago Esgaio, 80), João Basso, Velázquez (Rafael Fernandes, 45) e Quaresma; Moses (Sylla,55), David Simão e Alan Ruiz; Bukia (Arsénio, 65), Antony e Mújica (Dabbagh, 65).
Suplentes não utilizados: Arruabarrena, Opoku, Busquets e Soro.
Treinador: Armando Evangelista

Feirense - Igor Rodrigues; João Pinto, Sidney Lima, Cláudio Silva e Lucas Santos (Jorge Teixeira, 77); Fábio Espinho (João Paulo, 70), Samuel Teles e João Tavares (Washington, 81); Oche (João Oliveira, 70), André Rodrigues (Tiago Dias, 77) e João Paredes.
Suplentes não utilizados: Rogério, Arthur e Shimaga.
Treinador: Rui Ferreira

Ao intervalo: 1-0
Marcador: 1-0 (Mújica, 34); 1-1 (Samuel Teles, 48).

Golaço de Mújica não chegou para bater feirenses atrevidos

Com algumas alterações no conjunto inicial, o Arouca entrou no jogo em posse e domínio territorial, mas quase acabava traído pelo primeiro contragolpe feirense. Samuel Teles ganhou o corredor na direita e assistiu Lucas Santos, mas o brasileiro, na cara do golo, rematou sobre a barra. O Arouca foi insistindo na difícil tarefa de abrir brechas na boa organização defensiva do adversário e teve a grande oportunidade de se adiantar no resultado na marcação de um penálti (falta de Cláudio sobre Mújica), contudo, Alan Ruiz atirou para a defesa do guardião Igor. Estava-se na casa dos 20 minutos e logo a seguir foi Quaresma a ver Igor negar-lhe o golo com uma palmada para canto. Não entrou nesta, entrou aos 34' pela classe de Mújica: um livre directo em arco perfeito sem hipóteses para o esforçado guardião feirense.

Arouca acusou a reacção feirense

O golaço do avançado espanhol obrigou a equipa de Santa Maria da Feira a sair do seu aconchego defensivo e começaram aí os problemas para o Arouca na segunda parte. Qual retrato do primeiro tempo, Lucas Santos progrediu sem oposição, mas desta vez o assistido Samuel Teles acertou e fez o empate. Logo no minuto seguinte, foi João Valido a brilhar na nega à vantagem procurada por João Paredes. Uma reentrada periclitante do Arouca que Armando Evangelista procurou remediar a partir dos recursos do banco. O Feirense acreditava e ia aproveitando a perda de organização do Arouca, deixando a equipa da Liga em posição desconfortável. Na resposta, Dabbagh ainda chegou a ameaçar, mas Igor deu o corpo à bola. No equilíbrio que durou até ao apito final, o Arouca - com Basso em enorme nível ao longo de todo o jogo - quis fazer valer o estatuto, mas os feirenses estiveram crentes e bem posicionados. Teoricamente favorito, um Arouca abaixo do normal na segunda parte entrou a empatar na Taça da Liga. 2022-11-18 MMS/RV (fotos: Avelino Vieira)


SALA DE IMPRENSA >>>

Armando Evangelista (treinador do FC Arouca): «Na primeira parte entramos com a postura correcta. Perante o bloco muito baixo do Feirense, tivemos a capacidade de criar, de fazer um golo e de estancar as transições do Feirense. Ainda falhamos um penálti, mas na primeira parte fomos superiores. Na segunda parte não entramos com a postura certa, sabendo que o adversário ia ter uma reação forte. No sector defensivo perdemos algumas bolas e demos alimento ao Feirense, que acreditou e fez o golo do empate. Reagimos, mas não o fizemos da melhor forma, poucos movimentos no ataque à profundidade, pouca presença na área e menor reação à perda. O resultado explica-se pelo mérito do Feirense, mas também por algum demérito nosso, sobretudo nos segundos 45 minutos»

Rui Ferreira (treinador do Feirense): «Começamos por dar a iniciativa ao Arouca e estávamos a controlar muito bem o jogo em termos defensivos. O Arouca não estava a conseguir entrar na nossa organização e apenas desbloqueou isso com um golo de bola parada. Estávamos bem posicionados e a sair com muito perigo. Fomos bloqueando o Arouca, mas a perder tínhamos de mudar. Subimos as linhas, mostramos coragem e criamos dificuldades ao Arouca. Chegamos ao golo meritoriamente e podíamos ter feito o segundo, um lance determinante evitado pelo guarda-redes. O resultado acaba por se ajustar. Os meus jogadores fizeram um bom trabalho.»


TAÇA DA LIGA
GRUPO G

1ª jornada
FC Arouca 1-1 Feirense
Leixões - Oliveirense (19/11)
Folga Santa Clara.


PRÓXIMOS JOGOS FCA
Taça da Liga
2ª Jornada (4ª-fª, 23 Novembro)
FC Arouca folga
3ª Jornada (dom. 4 Dezembro)
FC Arouca - Leixões (17h00)
4ª Jornada (sáb. 10 Dezembro)
Oliveirense - FC Arouca (20h45)
5ª Jornada (6ª-fª, 16 Dezembro)
Santa Clara - FC Arouca (17h30)

 
Arouca

Terça, 29 de Novembro de 2022

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Quero ser sepultado com a farda dos Bombeiros Voluntários de Arouca"

Arlindo Soares, primeiro instrutor dos BVA, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | visitantes online