SOCIEDADE
 
Centenário do Nobel da Literatura: comunidade escolar arouquense celebrou José Saramago
 
Os 'parabéns' a Saramago
Do chá de saramago à placa comemorativa no átrio da biblioteca da 'Secundária'
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
A lusofonia comemora esta semana o centenário do nascimento de José Saramago, o escritor português nascido em 16 de Novembro de 1922, na vila de Azinhaga do Ribatejo, no município da Golegã. Autor de mais de 40 títulos, o português nascido “numa família de camponeses sem terra” foi galardoado com o Prémio Camões em 1995. Três anos depois chegou o reconhecimento mundial que o contemplou com o Prémio Nobel da Literatura. José Saramago faleceu em território espanhol, nas Canárias, em 2010. Memorial do Convento (1982), O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), Ensaio sobre a Cegueira (1995), As Intermitências da Morte (2005) ou A Viagem do Elefante (2008) são alguns dos romances da ampla obra literária do autor português cujo centenário de nascimento vem sendo celebrado em múltiplas iniciativas no país e no estrangeiro.

Do chá de saramago à placa comemorativa

Com uma ampla agenda dedicada ao Nobel da Literatura, o Agrupamento de Escolas de Arouca mobilizou a comunidade – em especial os alunos do ensino secundário – para uma semana de acções que visaram o reconhecimento e a projecção da obra e do homem que foi José Saramago. Um dos pontos altos foi o descerramento de uma placa alusiva ao centenário do escritor no átrio da Escola Secundária anexo à Biblioteca. Instalações artísticas, declamações, wokshops, lições de cidadania, livros, cinema, murais, exposições, coreografias, músicas e gastronomia foram partes de um todo que prestou absoluto tributo ao autor português, que a par de uma obra consagrada deixou ainda aos vindouros o exemplo do seu carácter crítico e interventivo. «Era uma vez um rei que fez promessa de levantar um convento em Mafra. Era uma vez a gente que construiu esse convento. […]»
Pão de Blimunda e chá de saramago – “a origem do apelido Saramago remete à alcunha da família, Saramago, que é uma planta herbácea que cresce na região da Golegã” –, soufflé real, capricho à D. João V, sopa seca do Povo, entre outros ingredientes, foram curiosidades no almoço literário que veio à mesa no Restaurante Pedagógico da escola. A “Semana de Saramago” teve a preparação articulada de diversas estruturas e equipas educativas do agrupamento escolar: Departamento de Línguas, Departamento do 1º Ciclo, Departamento de Ciências Sociais e Humanas, Bibliotecas Escolares, Plano Nacional das Artes, Plano Nacional do Cinema, Oficina da Ciência, Plano de Educação para a Cidadania, cursos profissionais de Cozinha-Pastelaria e Restaurante-Bar e Academia de Música de Arouca. 2022-11-16 MM/RV
 
Arouca

Terça, 29 de Novembro de 2022

Serviço temporariamente indisponível!

PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Quero ser sepultado com a farda dos Bombeiros Voluntários de Arouca"

Arlindo Soares, primeiro instrutor dos BVA, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | visitantes online