SOCIEDADE
 
Segundo concurso público para obra da escola de Mansores. Primeiro ficou deserto
 
Escola vai ser dotada de mais espaço e de melhores condições de utilização
Presidente da Junta está optimista quanto ao arranque a breve trecho da requalificação da EB1 Serra da Vila: “É a menina dos nossos olhos!”
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O presidente da Junta de Freguesia de Mansores (JFM), Jorge Oliveira, tem a expectativa de que a obra de requalificação e ampliação da EB1 Serra da Vila possa iniciar-se ainda durante o corrente ano.
A presidente da Câmara, Margarida Belém, assinalou que o primeiro concurso para a intervenção de 350.000 euros, que será assumida pelos cofres municipais, ficou deserto, informando que foi lançado um novo processo concursal.
Sublinhando que os trâmites demorarão "mais de um mês", a autarca previu que - caso os empreiteiros se mobilizem - o concurso esteja concluído em Novembro. Como o autarca mansorense, espera que o ano lectivo de 2021/2022 se inicie na freguesia com uma escola dotada de melhores condições.
Jorge Oliveira acentuou a centralidade do estabelecimento de ensino no âmbito de uma dinâmica que tem feito com que Mansores contabilize mais habitantes e mais crianças. "É muito importante", sublinhou o autarca, assinalando que têm regressado à terra casais de emigrantes com os seus filhos e que o dinamismo industrial da área poente do município, com as zonas industriais das Lameiradas e da Mata na freguesia e o Parque de Negócios de Escariz, tem reforçado a atractividade da localidade. Deu ainda nota de que tem havido procura de "casas para alugar", por parte de pessoas que pretendem lá morar.
"É a menina dos nossos olhos", acentuou sobre a EB1, com nota de que crianças que estavam matriculadas fora de Mansores foram reinscritas localmente pelos pais.
A intervenção planeada vai remodelar as duas salas de aula do 1º Ciclo do Ensino Básico e irá edificar duas salas novas para o Jardim de Infância (JI), que até aqui tem funcionado em espaço que será transformada em sala polivalente e num contentor que será removido. O WC também será melhorado e aumentado, assim como o recreio receberá beneficiações.
Com 76 alunos no JI e 1º Ciclo, a Escola de Mansores funciona com turmas mistas: 1º e 4º anos e 2º e 3º anos. Diariamente, almoçam na cantina - que também será remodelada - seis dezenas de crianças.
O presidente da Junta assinalou que, enquanto durarem as obras, a antiga escola no lugar das Agras e espaços no edifício da autarquia estão de prevenção para o que for necessário. Acrescentou que, mais tarde, uma "segunda fase" da intervenção incidirá sobre a área envolvente do estabelecimento de ensino, nomeadamente sobre o campo de futebol de sete, que será preparado para acolher outras modalidades e jogos.
Jorge Oliveira acrescentou que a Associação de Pais da freguesia, da qual também é dirigente, está activa no apoio à comunidade educativa. Gere a cantina, processo em que se associou ao projecto "Arouca Agrícola", para comprar produtos dos campos do concelho, e, com o Centro Social Santa Cristina, apoia os encarregados de educação em termos de prolongamento de horários.
As crianças são recebidas na escola às 07.30 horas, beneficiando de acompanhamento até que as aulas comecem às 09 horas, e ali permanecem no pós-período lectivo, das 17.30 às 19 horas, para os pais que precisarem. Ainda destacou a sinergia estabelecida com a creche do Centro Social, com muitas crianças a transitarem, aos três anos, daquela valência para o JI.

Avanços no saneamento

Jorge Oliveira salientou que foi concluída recentemente a obra de infra-estruturação do centro da freguesia de Mansores, em termos de rede de saneamento. Assinalou a instalação de "um troço de 600 metros" nos lugares da Vista Alegre e da Vila, que abrangem 45 habitações e uma área com muito comércio.
A obra, da responsabilidade das Águas do Norte e da Câmara, contou com o apoio da Junta, que contribuiu com o seu "conhecimento da zona e dos ramais".
O autarca já sonha com o avançar da rede para as zonas mais periféricas, com a construção de uma ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) que venha servir os lugares da Mata, Agras, Avitureira e Casal.
Ainda sem "garantias" quanto ao timing da intervenção, o presidente da Junta perspectiva para o período "entre este ano e o próximo" a realização de trabalhos de levantamentos. AOS 2020-10-15

 
Arouca

Quarta, 28 de Outubro de 2020

Actual
Temp: 11º
Vento: ENE a 0 km/h
Precip: 0 mm
Nublado
Qui
T 16º
V 3 km/h
Sex
T 19º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Continua a aposta (da CMA) 'quase irracional' no turismo"

Carlos Tavares, lider do PPM-Arouca, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 16 visitantes online