SOCIEDADE
 
Câmara ‘chumba’ novo projecto turístico na Paradinha
 
A obra em curso junto ao leito do rio, que foi aprovada pela Câmara Municipal (foto: Óscar Valério)
Um empreendimento similar continua em construção junto ao rio Paiva
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O aldeamento turístico proposto pela empresa Ekologis, com sede na Quinta do Areal, freguesia de Santa Eulália, um requerimento registado nos serviços da autarquia em 29 de Marco de 2018, em terreno sito no lugar de Paradinha, freguesia de Alvarenga, foi indeferido na reunião de Câmara de 5 de Novembro último. Teve apenas abstenção dos dois vereadores social-democratas.
A decisão foi tomada com base na ausência de parecer favorável do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), e segundo a acta do executivo, é dito que a pretensão «viola o Decreto-Lei 156-A/2013, de 8 de Novembro». Este diploma regula a conservação das aves selvagens (directiva europeia 'aves') e a preservação dos habitats naturais e da fauna e da flora selvagens (directiva 'habitats'). Contudo, contactado pelo RODA VIVA em Julho passado, o ICNF havia relatado ter analisado o projecto da Ekologis, tendo concluído pelo indeferimento mas por o empreendimento «se localizar parcialmente em classe de perigosidade Alta e Muito Alta», isto relativamente à defesa da floresta contra incêndios (invocou o artigo 16º do Decreto-Lei nº 14/2019, de 21 Janeiro).
O local, sobranceiro ao rio Paiva, integra a Rede Natura 2000 em povoamento florestal, situa-se nas imediações da aldeia tradicional em xisto da Paradinha.
Recorde-se que está em execução uma construção similar no local (foto), um empreendimento da 'Farcimar Imobiliária e Turismo', que teve parecer favorável condicionado do ICNF. Algumas das casas parecem ficar mesmo mais próximo do leito do rio do que o edifício de apoio da praia fluvial.
No seu último boletim difundido aos associados, o exemplar nº 15, a Associação dos Amigos da Paradinha, Cabranca, Janarde e Meitriz (ASAP), coordenado por Virgílio Faria, tece críticas à construção em curso: «Mais um forte ataque para a descaracterização da aldeia. Porque não se procede ao revestimento com xisto do local e coberturas em ardósia/lousa de Canelas? Estamos numa reserva ecológica e rede natura 2000 e isso não foi respeitado». E ironiza: Vêm aí «marcianos»!? 2020-02-01 RV
 
Arouca

Terça, 02 de Junho de 2020

Actual
Temp: 21º
Vento: W a 3 km/h
Precip: 0.2 mm
Aguaceiros
Qua
T 21º
V 3 km/h
Qui
T 20º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"O movimento associativo juvenil tem reagido com resiliência e energia, procurando reinventar-se"

Cátia Camisão, vice-presidente da FNAJ, em declarações ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 62 visitantes online