SOCIEDADE
 
LNEC vai avaliar estabilidade da nova ponte suspensa
 
Imagem virtual da estrutura concluída (créditos: Rui Quaresma)
Acção do vento sobre a estrutura é o principal factor a ter em conta
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Durante os próximos 75 dias (dois meses e meio) o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) vai avaliar as condições de estabilidade aerodinâmica da nova ponte pedonal suspensa sobre o rio Paiva, integrada no complexo naturo-turístico dos Passadiços do Paiva, a '516 Arouca'. O trabalho foi contratado e registado pela autarquia no início do mês de Agosto.
Um dos ensaios a realizar consistirá no teste de uma réplica da estrutura, a uma escala reduzida, num túnel de vento, explorando e medindo as acções que a ponte ficará sujeita em situações extremas. A Unidade de Aerodinâmica de Estruturas do LNEC dispõe de três túneis com diferentes características, permitindo cobrir uma gama alargada de ensaios sobre modelos reduzidos.
Este tipo de estudos é essencial devido à utilização de materiais cada vez mais leves e a necessidade de transpor grandes distâncias, aliado aos avanços nas técnicas de análise numérica convidam os projectistas a uma concepção de pontes mais arrojada, cada vez mais sensível aos fenómenos de instabilidade. «A crescente esbelteza e transparência das pontes pedonais e passadiços vieram penalizar o comportamento dinâmico e a rigidez estrutural comprometendo consequentemente a segurança destas estruturas sob a ação do vento», explica um mestre em engenharia civil do IST.
O custo do serviço será de 25.000 euros, acrescido de IVA, a pagar pela autarquia em três fases: 30% com apresentação/entrega do modelo numérico, 50% no decurso dos ensaios e 20% com a entrega do relatório final.
A ponte está em construção desde Abril de 2018 e tem previsão de abertura ainda em 2019. RV 2019-08-04
 
Arouca

Sábado, 06 de Junho de 2020

Actual
Temp: 13º
Vento: WNW a 2 km/h
Precip: 0.2 mm
Muito Nublado
Dom
T 18º
V 5 km/h
Seg
T 19º
V 3 km/h
PUB.
PUB.
 
 
A Frase...

"Ninguém, no governo actual, está a fazer um favor a Arouca mas sim a fazer-se justiça a um concelho, a um povo"

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, durante a consignação da estrada Escariz / A32

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 18 visitantes online