MODALIDADES
 
«Queremos ter voleibol de Arouca e para Arouca»
 
Mariana Silva, treinadora
Centro Juvenil Salesiano alarga modalidades
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
Depois do basquetebol masculino (equipas sénior e sub-16), o Centro Juvenil Salesiano de Arouca estreia-se oficialmente no voleibol, com a participação de uma equipa feminina de juniores no Campeonato Regional da Associação de Voleibol do Porto. Num total de 22 equipas, a equipa arouquense, treinada por Mariana Silva, integra a série C, juntamente com o FC Infesta, GC Vilacondense, Frei Gil VC, Porto Volei e CD Fiães.
RODA VIVA acompanhou o último treino, antes da partida para nova jornada.

MARIANA SILVA afina os últimos passes da sua equipa. Formou-se em Desporto na Universidade do Porto, reside na Ponte de Telhe e divide a sua actividade entre a cidade invicta e Arouca, terra natal onde decidiu aceitar o convite para treinar a primeira equipa feminina de voleibol em competição federada.
Como encara este novo projecto desportivo em Arouca?
"O CJSA colocou-me a proposta e aceitei de imediato porque acho que é um projecto muito interessante. Há muitos anos que não existe voleibol em Arouca e seria óptimo que esta modalidade começasse a singrar entre nós."
O CJSA dá o primeiro passo na modalidade no escalão de juniores (17-18 anos). Porquê este escalão?
"As jogadoras que integram este primeiro plantel têm uma idade já um pouco avançada para o início da prática, mas foram as aquelas que demonstraram disponibilidade e vontade para incorporar este projecto. Esta ideia também partiu da parte das nossas atletas, elas entraram em contacto com o CJSA e o plano concretizou-se."
Que objectivos pretende materializar?
"Nesta altura, os nossos objectivos não são os resultados. Decidimos entrar na competição para desenvolver a experiência delas e para que se comece a enraizar uma cultura da modalidade, que atraia mais crianças e jovens, para criar diferentes escalões de formação e implementar um trabalho sério e continuado nesta vertente do desporto em Arouca."
O passo no sentido da competição foi rápido. Porquê?
"Treinamos desde Dezembro do ano passado. Entrarmos em competição este ano é algo de ambicioso, mas, como já referi, o objectivo não são os resultados mas uma lógica de dar visibilidade à prática da modalidade, para que as crianças tenham vontade de a vir experimentar. Queremos alargar a formação, ter voleibol de Arouca e para Arouca."
Que balanço faz até este momento?
"Treinamos três a quatro vezes por semana. Está a ser óptimo, elas estão a ganhar muita experiência no próprio jogo contra equipas que jogam muito melhor, mas esperamos chegar um dia ao nível dessas equipas. As nossas jogadoras procuram dar o máximo. Estou muito satisfeita com a sua atitude. É com as dificuldades que se aprende."
O voleibol é um desporto exigente...
"É uma modalidade que além de táctica é muito técnica e são precisos vários anos para se atingir altos níveis de desempenho. Dadas as circunstâncias, elas não tiveram oportunidade de desenvolver certas capacidades técnicas. Estamos a tentar num curto espaço de tempo operar melhorias e procurar captar novos praticantes. Neste aspecto elas são fundamentais."
No voleibol, a altura é um factor determinante do sucesso?
"É importante, mas não determinante. A nossa equipa não é muito alta. Reconheço que é um factor relevante mas os bons resultados podem aparecer com a garra da equipa, a forma como ela se entrosa e joga. Apesar das derrotas, estão a dar boas indicações de que daqui a algum tempo podemos fazer frente a outras equipas, que têm jogadoras com muitos anos de formação. Temos algumas jogadoras no primeiro ano da faculdade, não podem treinar tantas vezes, mas temos de lidar com essas condicionantes."
O que gostaria de ver concretizado no futuro?
"Parabenizo o CJSA pela aposta que fez e apelo aos arouquenses que mostrem o voleibol aos filhos, que os tragam para experimentar. O futuro passa por alargarmos a formação a idades precoces."
«Foi muito bom avançar com este projecto».

«FOI MUITO BOM AVANÇAR COM ESTE PROJECTO»

JOANA ALMEIDA é a capitã da equipa. Reside na vila e frequenta o 12º ano. Tem já alguma prática da modalidade mas é a primeira vez que compete oficialmente. Tal como outras colegas, procurava outras oportunidades de praticar desporto e encontrou resposta no Centro Juvenil. "Fui muito bom avançar com este projecto para jovens. Nós próprias procuramos reunir o maior número de pessoas possível e tomamos a iniciativa de mostrar o nosso interesse em que se criasse uma equipa nesta modalidade. O CJSA apoiou a nossa ideia e esta tornou-se uma realidade." Joana encara com optimismo a primeira participação oficial. "Estou a gostar muita da experiência. Somos uma equipa muito unida e com bom treino acho que vamos progredir muito mais." E acredita numa evolução positiva da modalidade em Arouca. "Jogamos há pouco tempo, mas com treinos tudo se consegue. A equipa está muito melhor. Quantas mais meninas se juntarem a nós, melhor é para este projecto e para o futuro da modalidade."

«ESPERAMOS O ESTATUTO DE UTILIDADE PÚBLICA»

Dinamizadora dos desportos de formação, a colectividade salesiana assume-se como a mais ecléctica do concelho, integrando mais de duzentos atletas nas modalidades de futebol, natação, ténis, atletismo, basquetebol, BTT, ginástica e, agora, o voleibol.
"O CJSA está com uma dinâmica muito interessante. Dá-nos muito gosto mas, naturalmente, também muito trabalho", referiu o presidente da direcção, PEDRO PINTO.
A aquisição do estatuto de instituição de utilidade pública mantém-se como um dos objectivos prioritários. "Estamos esperançados que se torne uma realidade. Seria muito bom para a associação e para a melhoria dos serviços que prestamos à comunidade. O ex-presidente da Câmara Municipal, Artur Neves, e a actual presidente, Margarida Belém, têm dado uma grande colaboração neste sentido."
O CJSA tem de trabalhar com uma série de parcerias. O basquetebol e o voleibol oficiais são os projectos mais recentes, demos um salto muito grande, mas já temos em marcha outro, a ginástica acrobática para crianças." Manuel Matos Sousa

TRINTA ANOS DEPOIS
O voleibol oficial volta a Arouca, cerca de trinta anos depois da já extinta Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Arouca (ARDA) ter experimentado esta popular modalidade no início dos anos noventa, altura que competiu durante duas épocas com uma equipa sénior masculina no campeonato distrital da AV Porto.

 
Arouca

Segunda, 18 de Dezembro de 2017

Actual
Temp: 8º
Vento: N a 3 km/h
Precip: 0 mm
Céu Limpo
Ter
T 15º
V 2 km/h
Qua
T 13º
V 0 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Nas compras natalícias deste ano, pensa gastar...
 
 
A Frase...

"Temos levado o nome da nossa instituição cada vez mais longe"

Jorge Aido, presiente da Banda Musical de Figueiredo, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 43 visitantes online