PRIMEIRA LIGA
 
V. Guimarães 1-0 FC Arouca
 
Crivellaro
Equipa orientada por Jorge Leitão esteve perto de pontuar mas golo adversário desequilibrou. Manutenção continua por fechar | NOTÍCIA COM MAIS DE 1000 VISUALIZAÇÕES
 
   Mais fotos
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
32.ª jornada - 7 Maio 2017
Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães - Espectadores: 26892
Árbitro - Gonçalo Martins (AF Vila Real), auxiliado por Bruno Trindade e Luís Freitas.

V. Guimarães - Douglas; Bruno Gaspar, Josué, Pedrão e Konan; Zungu (Pince, 91') e Rafael Miranda; Marega, Hurtado (Raphinha, 59') e Hernâni (Celis, 80'); David Teixeira.
Suplentes não utilizados: Miguel Silva, Tozé, Sturgeon e Rafael Martins.
Treinador: Pedro Martins

FC Arouca - Rui Sacramento; Anderson Luís; Hugo Basto, Jubal e Vítor Costa; André Santos, Adilson (Gilson, 85') e Nuno Valente; Artur (Walter, 85') e Crivellaro (Sancidino, 70'); Tomané.
Suplentes não utilizados: Bolat, Nelsinho, Velazquez e Mateus.
Treinador: Jorge Leitão

Ao intervalo: 0-0
Marcador: 1-0 (Marega, 76')

FCA com contas adiadas para sábado

Ainda não foi desta que o FC Arouca pousou de vez a calculadora da manutenção. Num estádio engalanado por cerca de 27 mil adeptos entusiastas, o maliano Moussa Marega foi novamente protagonista ao apontar o único golo que confirmou a boa época da equipa de Pedro Martins, já com lugar assegurado na fase de grupos da Liga Europa. Sabendo do objectivo em jogo, o FC Arouca procurou gerir com rigor a estratégia montada para assegurar pelo menos o ponto necessário à tranquilidade e, não obstante a maior posse de bola dos donos da casa, deu quase sempre a sensação de poder sair do D. Afonso Henriques com um resultado positivo. Em estilo de futebol apoiado e de linhas relativamente baixas, o FC Arouca deixou correr o tempo controlando sem grandes dificuldades a lentidão de processos com que os conquistadores se apresentaram na primeira parte. Dois cabeceamentos de Tomané (5' e 10') em dia de regresso a casa que bem conhece e uma defesa inspirada de Rui Sacramento num remate de Marega (26') foram os lances mais vistosos perto das balizas. A primeira parte decorrera morna como a tarde soalheira que envolvia a cidade e a segunda começou com outra embalagem. Artur aos 7' remata fraco quando estava em boa posição e na resposta (10') o trinco brasileiro Rafael Miranda emenda sobre a barra mais uma subida do lateral Bruno Gaspar. Ainda aos 18', foi do Arouca boa oportunidade mas o cabeceamento de Adilson saiu sem direcção num livre cobrado por Artur. A partir daqui passou-se a cerca de meia hora de domínio territorial e ascendente dos homens de Pedro Martins. O FC Arouca refugiou-se mais atrás, como que acreditando que Jubal, Vitor Costa, André Santos, Adilson e companhia seriam capazes de manter durante o tempo restante a proximidade e a coesão protectora da rede de Sacramento. Risco calculado mas também isco atractivo para o Vitória, que, sob a batuta do sul-africano Zungu, acreditou que alguma das suas crescentes envolvências do ataque haveria de dar golo. E deu mesmo, com assinatura de Marega, após boa defesa de Rui Sacramento a um remate de Hernâni. Quase estranguladas aqui as expectativas arouquenses, Sancidino foi lançado no jogo para agitar nos corredores, deixando boa impressão num tempo curto para mais. Já com Gilson e Walter em campo apenas na recta final, saiu de Jubal o último suspiro, num remate cruzado que assustou o guardião Douglas. Arbitragem sem problemas num jogo que marcou a 18ª derrota dos arouquenses, com um registo de apenas cinco pontos nas últimas onze jornadas, as da era pós-Vidigal. Segue-se a recepção ao Tondela para o FC Arouca fazer definitivamente as pazes com a matemática, em que está envolvido também o Moreirense. 2017-05-07 Manuel Matos Sousa


Pedro Martins (treinador do V. Guimarães): "Na primeira parte não fomos rápidos nem tivemos segurança na posse, apanhámos sempre o Arouca em bloco muito baixo, o que dificultou a nossa tarefa. Na segunda parte acho que fizemos um jogo bem conseguido. Com o estádio lotado, acho que foi uma óptima tarde."

Jorge Leitão (treinador do FC Arouca): "Trabalhámos muito para pontuar, não conseguimos, mas estou contente com a prestação dos jogadores pelo que fizeram. O Vitória foi mais feliz ao chegar ao golo. Temos mais dois jogos para conseguir atingir o objetivo. Estamos à frente [do Tondela] e acredito que vamos atingir os nossos objectivos."

32.ª jornada:
Moreirense 2-1 SC Braga
Boavista 2-2 Nacional
P. Ferreira 0-1 Feirense
Marítimo 1-1 FC Porto
Sporting 1-3 Belenenses
Tondela 2-1 V. Setúbal
V. Guimarães 1-0 FC Arouca
Rio Ave 0-1 Benfica
Estoril 2-1 Chaves

33.ª jornada:
Sexta-feira - 12/05
Belenenses - Moreirense (20h30)
Sábado - 13/05
FC Arouca - Tondela (16h00)
Benfica - V. Guimarães (18h15)
Feirense - Sporting (20h30)
Domingo - 14/05
Marítimo - Estoril (16h00)
Chaves - Rio Ave (16h00)
FC Porto - P. Ferreira (18h00)
SC Braga - Nacional (20h15)
Segunda-feira 15/05
V. Setúbal - Boavista (20h00)

PRÓXIMOS JOGOS FCA
33.ª jornada (sábado - 13/05)
FC Arouca - Tondela (16h00)
34.ª jornada (21/05-provisório)
Estoril - FC Arouca (1600)
FIM DO CAMPEONATO

 
Arouca

Sexta, 24 de Novembro de 2017

Actual
Temp: 14º
Vento: SSW a 2 km/h
Precip: 9.8 mm
Chuvas Fortes
Sáb
T 16º
V 2 km/h
Dom
T 13º
V 5 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Nas compras natalícias deste ano, pensa gastar...
 
 
PUB.
A Frase...

"Um apicultor tem que ter grande paixão pelas abelhas, mesmo depois de algumas picadas!"

António Azevedo, produtor de mel em Arouca, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 41 visitantes online