JOSÉ CARLOS SILVA
 
A máquina do tempo
 
OPINIÃO | Realizaram-se já onze eleições locais em Arouca: o Partido Socialista venceu seis e o PSD cinco | TEXTO COM MAIS DE 700 VISUALIZAÇÕES
 
  Outras acções...
 Enviar a um amigo
 sugerir site
O assunto está na ordem do dia e não há forma de contorná-lo. São as "autárquicas" que se realizam lá mais para o final do ano que andam na boca do povo. As pessoas vão fazendo apostas e especulando em torno dessas eleições que marcam o início de uma nova era municipal, com a escolha de um novo presidente.
O PSD quer regressar ao poder que lhe escapa desde 1989 e o PS quer mantê-lo. É salutar e democrática esta ambição partidária.
Mas antes de abordarmos as eleições e os seus protagonistas deste ano mais detalhadamente (fica para uma próxima edição), vamos entrar na "máquina do tempo" e fazer uma retrospectiva dos diversos
actos eleitorais autárquicos que ocorreram desde o dia 12 de Dezembro 1976, data do primeiro sufrágio.
Até ao ano de 1982, os mandatos dos eleitos locais tinham a duração de três anos. Apenas a partir das eleições locais de 1985 os autarcas passaram a ser escolhidos por um período de quatro anos.
Realizaram-se já onze eleições autárquicas em Arouca, tendo o Partido Socialista vencido seis e o PSD cinco. O PSD venceu as primeiras quatro sempre com maioria absoluta (1976, 1979 1982 e 1985) e em 1989 com maioria relativa. O PS venceu cinco eleições com maioria absoluta (1993, 1997, 2001, 2009 e 2013) e em 2005 em minoria.
Coincidência, ou talvez não, nos dois momentos em que ambos os partidos ganharam com minoria foi precisamente com a mudança de protagonistas. Zeferino Brandão substituiu Joaquim Brandão de Almeida (PSD) em 1989 e Artur Neves sucedeu a Armando Zola (PS) em 2005.
Também é verdade que o PS só chega ao poder em 1993 graças à coligação PS com o PDA [lista independente], destronando o PSD da presidência, partido que nas eleições de 1989 já vinha em queda acentuada.
Depois há ainda o CDS. Os democratas cristãos tiveram uma representatividade significativa na Câmara e em várias Juntas de Freguesia no concelho até ao ano de 1989. Dois vereadores eleitos nas três primeiras eleições e um nas duas seguintes. Depois, a partir de 1993, perdeu espaço na autarquia e nunca mais conseguiu eleger um elemento.
O PCP, integrado na APU e depois CDU, obteve sempre resultados residuais em Arouca, com excepção das eleições de 2005, onde conseguiu conquistar 949 votos graças à figura do cabeça-de-lista da altura, o rossense Manuel Brandão, que tinha liderado a Câmara ribatejana de Coruche durante vários mandatos.
Mais dois dados curiosos a registar ocorreram nas eleições de 2005, altura em que Armando Zola saiu de cena e Artur Neves vai a votos para a autarquia. Esta contenda foi certamente a mais disputada de sempre. Pela primeira vez houve uma aliança à direita PSD/CDS/PPM e a novidade de uma lista independente, encabeçada por Vítor Brandão. Os resultados eleitorais confirmaram essa acesa disputa. O PS ganharia em minoria e os opositores elegeriam ambos dois vereadores.
Para análise e discussão, lanço ainda mais alguns dados pertinentes.
O PSD teve a sua maior votação de sempre em 1985 com 6356 boletins favoráveis. Por seu lado, PS conseguiu o maior registo em 2013 (8248 votos). Já o CDS conseguiu o seu melhor score em 1979 com 3359 votos.
Em sentido contrário, o PSD registou o seu pior resultado em 2009 (3022 votos), o PS em 1976 com 1104 votos e o CDS em 2013 arrecadou apenas 726 votos.
Estavam inscritos 14.972 arouquenses nos cadernos eleitorais nas primeiras autárquicas de 1976, enquanto nas últimas realizadas em 2013 esse número era de 20.909. A maior taxa de afluência às urnas aconteceu em 2001 (73,75%) e a menor foi em 1985 (67,58%).
A história permite-nos conhecer o passado para melhor compreendermos o presente e perspectivarmos o futuro. O desafio está lançado a todos os actores do próximo acto.
 
Arouca

Sexta, 24 de Novembro de 2017

Actual
Temp: 13º
Vento: SSE a 2 km/h
Precip: 12.8 mm
Chuvas Fortes
Sáb
T 16º
V 2 km/h
Dom
T 13º
V 6 km/h
PUB.
PUB.
 
INQUÉRITO
Nas compras natalícias deste ano, pensa gastar...
 
 
PUB.
A Frase...

"Um apicultor tem que ter grande paixão pelas abelhas, mesmo depois de algumas picadas!"

António Azevedo, produtor de mel em Arouca, em entrevista ao RV

EDIÇÃO IMPRESSA

RSS Adicione ao Google Adicione ao NetVibes Adicione ao Yahoo!
PUB.
Desenvolvido por Hugo Valente | Powered By xSitev2p | Design By Coisas da Web | 49 visitantes online